Continua após publicidade

Publicitária acusa funcionários de bar nos Jardins de agressão

Imagens de hematomas causados pela agressão foram publicadas no Facebook. Bar Numero negou as acusações. Caso foi registrado no 78º DP, nos Jardins

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 21 jul 2017, 15h19 - Publicado em 21 jul 2017, 12h17

A publicitária Ana Beatriz de Oliveira Fernandes, de 39 anos, acusa seguranças e o maître do Bar Numero, localizado no Jardim Paulista, área nobre da cidade, de a agredirem fisicamente na noite do último sábado (15). Em nota encaminhada por meio de sua assessoria de imprensa, o bar negou a acusação.

À reportagem, Ana Beatriz que foi ao bar com a irmã e um amigo para prestigiar o trabalho de um funcionário do local, que a sua irmã havia conhecido em um curso sobre bebidas.

Em um momento da noite, seu amigo avisou que ia embora e Ana o acompanhou até a saída, enquanto a irmã permanecia no estabelecimento. Ela disse que, nesse momento, avisou ao segurança sobre a sua saída. “Eu falei ‘estou saindo, estou com a comanda, minha irmã está aí dentro e eu já volto’”, disse.

Após seu amigo entrar no carro e ir embora, ela teria sido parada por seguranças do lugar, que a acusaram de tentar sair sem pagar a conta. “Lá fora, o segurança me pegou pelo braço e falou: ‘vagabunda, onde você vai sem pagar?’”, conta. “Eu falei: ‘como assim, sem pagar? Eu vou entrar’, e ele disse: ‘você não vai entrar, vai pagar aqui fora, você pensa que é quem para sair sem pagar? E começou uma violência física”, relata Ana Beatriz.

Ela conta que tentou voltar ao bar, mas foi impedida por esses funcionários. “Estou toda machucada, esse cara me empurrou pra fora, veio outro segurança falar com ele e eu reagi, obviamente. A gente tem medo, acho que a primeira ação é a reação”, justifica.

Continua após a publicidade

“Só sei que uma hora eu consegui sair correndo e entrei no bar para tentar chamar a minha irmã”, conta. “Quatro homens vieram atrás de mim e me pegaram, um em cada perna e braço”.

Eles, então, teriam agredido a publicitária com um chute na cabeça. “Eles me jogaram na calçada, e eu fiquei desmaiada em frente ao prédio ao lado. Chutaram a minha cabeça, a ponto de eu desmaiar.”

Segundo Ana Beatriz, alguém chamou a polícia e ela foi levada para depor no 78º Distrito Policial, nos Jardins. Depois, disse ter ido ao Instituto Médico Legal para fazer um exame de corpo de delito.

As duas partes – publicitária e funcionários do bar – registraram boletim de ocorrência. Em depoimento, o porteiro do lugar afirmou ter sido agredido pela publicitária ao pedir a comanda, e disse ter sido necessário imobilizá-la. Ainda segundo o funcionário, ela teria quebrado objetos e agredido outros clientes ao entrar novamente no local. Foram solicitados exames de corpo de delito de ambos.

Nesta quinta-feira (20), Ana Beatriz fez uma publicação no Facebook relatando o caso. Postou fotos de hematomas e machucados. “Muitas pessoas disseram para eu não colocar na internet, porém não vou deixar impune a agressão que sofri, a humilhação, a vergonha”, ela escreveu.  Até as meio-dia desta sexta (21), o post tinha mais de 360 compartilhamentos (confira publicação abaixo).

Continua após a publicidade

Procurada por VEJA SÃO PAULO, a assessoria do bar Numero negou as acusações. Confira a nota na íntegra:

O Bar Numero afirma, apoiado pelo relato de testemunhas, que não houve agressão a cliente e reitera que, desde o início de suas atividades, há sete anos, nunca houve registro qualquer problema entre clientes e funcionários da casa.

Reforça, ainda, que a decisão de chamar a polícia,  no sábado, 15 de julho, às 23h33, foi do próprio Bar. 

Na madrugada de domingo, o estabelecimento registrou Boletim de Ocorrência na 78º DP Jardins para relatar os acontecimentos e continua absolutamente à disposição para esclarecer o caso.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.