Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Psicanalista Contardo Calligaris morre aos 72 anos em São Paulo

Ele estava internado no Hospital Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo, em tratamento contra um câncer

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 30 mar 2021, 15h24 - Publicado em 30 mar 2021, 14h42

Contardo Calligaris, escritor, psicanalista e dramaturgo de 72 anos, morreu nesta terça-feira (30) em São Paulo. Ele estava internado no Hospital Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo, em tratamento contra um câncer.

Em postagem nas redes sociais, Max, filho de Contardo, escreveu: “‘Espero estar à altura.’ Diante da proximidade da morte, essa foi a frase do meu pai. Ele se foi agora”.

Contardo Calligaris nasceu em Milão, na Itália, em 2 de junho de 1948. Em 1986, veio ao Brasil para dar palestras sobre seu primeiro livro, “Hipótese sobre o fantasma”. Após um período dividido entre os dois países, se estabeleceu aqui.

A primeira formação foi em Epistemologia Genética, na Suíça, e depois cursou Letras. Em Paris, fez doutorado em Semiologia. Nessa época começou a fazer análise e passou a se interessar por psicanálise. Durante os estudos, teve contado com grandes nomes do pensamento ocidental, como Roland Barthes e Michel Foucault.

No Brasil, construiu uma extensa carreira e publicou até um livro de crônicas sobre sua vida aqui chamado “Hello, Brasil”. Desde 1999 era colunista da Folha de S. Paulo. Seu último texto publicado no jornal foi sobre o ex-presidente norte americano Donald Trump, no dia 17 de fevereiro.

Psicanalista pop
Psicanalista pop VEJA SÃO PAULO/Veja SP

Em 2014, foi capa de VEJA SÃO PAULO, em que falou sobre relacionamentos e uma série que estrearia, Psi.

Continua após a publicidade
Publicidade