Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Corpo de produtor carioca desaparecido é encontrado

O rapaz estava sumido desde o início da manhã de domingo (3), após assistir a um show em uma casa notura de Pinheiros

Por Redação Veja São Paulo Atualizado em 5 set 2017, 17h18 - Publicado em 5 set 2017, 12h16

O corpo do produtor de eventos Mateus Pagalidis, de 27 anos, foi levado ao Instituto Médico Legal (IML), em São Paulo, na manhã desta terça-feira (5). O jovem, natural de Cabo Frio, no Rio de Janeiro, estava desaparecido desde o início da manhã de domingo (3), após assistir ao show da banda americana The Get Up Kids, na casa noturna Carioca Club, em Pinheiros.

A informação foi confirmada por Achilles Pagalidis, tio do rapaz, em um post do Facebook. Os familiares, que fizeram uma campanha nas redes sociais para descobrir o paradeiro do garoto, vieram à capital paulista na noite desta segunda (4).

O delegado Marcel Bruziani, da 23ª DP, de Perdizes, informou que a maior suspeita seja de que o garoto tenha caído da escada de segurança da caixa d’água do Parque Sabesp, no Sumaré – onde o corpo foi encontrado. Um inquérito para investigar as causas da morte foi instaurado. O sepultamento será realizado no Cemitério de Santa Izabel, em Cabo Frio, cidade natal do rapaz. 

Antes do sumiço: amigos localizaram Mateus Pagalidis em uma foto do show da banda The Get Up Kids, em Pinheiros Reprodução/Facebook/Veja SP

O caso

Depois do show, o jovem teria se separado dos amigos para ir à outra festa no bairro do Ipiranga. “A única informação que possuímos até o momento é proveniente de um taxista que informou ter tido contato com Mateus pela manhã. Ao entrar no veículo, estava muito confuso e dizendo ter sofrido um golpe. Segundo este motorista, ele saltou próximo a Ponte da Casa Verde“, escreveu Evangelos Padalidis, pai do garoto, em uma rede social.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, um boletim de ocorrência foi registrado na internet por um amigo do rapaz. Ele havia sido informado que Mateus fora roubado, afirmando ter sido vítima de um golpe. No documento, o taxista informa que o rapaz saiu do carro em movimento e foi em direção à ponte da Casa Verde. Mais informações não foram divulgadas.

Continua após a publicidade

Publicidade