Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Preso suspeito de chacina em casa de prostituição do interior

William Roberto Ferreira Costa é acusado de matar seis pessoas no bar de Jaboticabal. Motivo teria sido ciúmes

Por Tatiana Izquierdo Atualizado em 23 dez 2016, 16h46 - Publicado em 23 dez 2016, 16h42

A Policia Civil de Jaboticabal prendeu na quinta (22) William Roberto Ferreira Costa, de 27 anos, suspeito de cometer seis homicídios na Léo Drinks, uma casa de prostituição em Jaboticabal, a 340 quilômetros de São Paulo.

O crime ocorreu na quarta-feira (21), por volta das 22h. Costa teria se irritado porque a garota de programa que ele queria contratar estava com outro cliente. Então, foi até seu carro, pegou a arma, um revólver calibre 38, e voltou ao bar. Em seguida, atirou nas pessoas que ali estavam. As vítimas são a dona do local, Leonilda Lucindo, de 71 anos, três prostitutas, um segurança e um cliente. Outros frequentadores conseguiram fugir e não foram feridos.

A Delegacia de Polícia de Investigações Gerais (DIG) de Sertãozinho confirmou que, durante o interrogatório, o suspeito confessou a autoria do crime e apresentou seu motivo: ciúmes.

  • Publicidade