Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Prefeituras de 18 cidades descumprem volta à Fase Vermelha

Municípios do litoral e da Grande São Paulo alegam que não há tempo hábil de implementar mudanças e que precisam manter serviços a turistas

Por Redação VEJA São Paulo 25 dez 2020, 18h24

Prefeitos de 18 municípios não vão cumprir a determinação do governador João Doria (PSDB), que colocou o estado de volta à Fase Vermelha da quarentena nos dias 25, 26 e 27 de dezembro e 1o, 2 e 3 de janeiro, para frear a alta da Covid-19 registrada nas últimas semanas.

Nesta sexta (24), Mogi das Cruzes anunciou que não iria adotar as medidas, que restringem a abertura de bares, restaurantes, academias e comércios. Ainda na Grande São Paulo, Cotia também decidiu descumprir o decreto. A justificativa é que não teriam tempo hábil de implementar as mudanças.

No litoral, uma série de cidades também vai se manter na Fase Amarela, menos restritiva. São os municípios de Bertioga, Cubatão, Guarujá, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande, Santos, São Vicente, São Sebastião, Caraguatatuba e Ubatuba. Os prefeitos afirmam que os turistas não poderiam ficar sem certos serviços nos feriados de final de ano.

De acordo com os decretos de quarentena, a fiscalização de comércios e serviços, assim como a segurança sanitária das praias e pontos turísticos, é responsabilidade das prefeituras.

Continua após a publicidade
Publicidade