Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Prefeitura recomenda que serviços comecem antes das 6h ou após as 11h

Orientação vale para comércios autorizados a funcionar na quarentena em São Paulo; medida pode ajudar a evitar aglomerações

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 15 abr 2020, 09h40 - Publicado em 15 abr 2020, 09h37

A Prefeitura de São Paulo recomendou mudanças no horário de funcionamento para alguns dos serviços autorizados a operar durante a quarentena. Em um decreto publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (15), a gestão municipal orienta que as atividades industriais, comerciais e de serviços na cidade comecem a operar antes das 6h ou após as 11h. A sugestão também vale para os horários das trocas de turnos.

A orientação inclui serviços como lavanderias, farmácias, borracharias, hipermercados, supermercados, mercados, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, quitandas, lojas de venda de água mineral, além de petshops, serviço de call center e lotéricas.

Assine a Vejinha a partir de 6,90.

Segundo anúncio do governo nesta terça-feira (14), a taxa de isolamento social no estado de São Paulo caiu para 50% na segunda (13).

De acordo com o coordenador do Centro de Contingência do coronavírus em São Paulo, David Uip, a adesão ideal para controlar a disseminação da Covid-19 é de 70%, que ainda não foi alcançada.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade