Clique e assine por apenas 6,90/mês

Prefeitura prorroga campanha de vacinação contra o sarampo

Ações estavam previstas para terminar nesta sexta-feira (16), mas aumento de casos motivou adiamento

Por Redação VEJA São Paulo - 16 ago 2019, 10h10

A Prefeitura de São Paulo vai prorrogar até o dia 31 de agosto a campanha de vacinação contra o sarampo. As ações são voltadas aos jovens de 15 a 29 anos e bebês de 6 meses a um ano de idade. A decisão de postergar a campanha, que estava prevista para terminar nesta sexta-feira (16), ocorreu por causa da baixa cobertura e do aumento do número de casos.

Desde o dia 10 de junho, apenas 35,4% dos jovens e 41,3% dos bebês foram imunizados. Na última semana, houve um aumento de 36% dos casos da doença. Das 1 319 ocorrências confirmadas no estado, 997 ocorreram na capital.

A vacina é oferecida nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e em postos instalados em estações de trens, metrô e terminais de ônibus, além de locais de grande concentração de pessoas, como escolas, universidades e creches.

Publicidade