Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Prefeito regional demitido rebate Doria e nega falta de empenho

Paulo Cahim foi exonerado após criticar falta de verbas para enchentes

Por Sérgio Quintella 16 nov 2017, 18h13

O ex-prefeito regional da Casa Verde, Paulo Cahim, demitido por  João Doria após reclamar da falta de verba para o combate a enchentes na região, rebateu as críticas de que não teria trabalhado com empenho durante os dez primeiros meses da gestão tucana na cidade.

Depois de um evento na Zona Leste, o prefeito afirmou que os auxiliares não devem reclamar, mas trabalhar“Quero aproveitar para dar um alerta aos demais prefeitos e prefeitas das Prefeituras Regionais, não reclamem, trabalhem. Os que preferirem reclamar vão pra casa porque nós queremos gente que trabalhe, arregace as mangas. Pra reclamar não, pra trabalhar sim.” 

Pelo Facebook, Cahim afirmou que trabalhou de domingo a domingo e que o prefeito foi injusto ao afirmar que faltou empenho por parte dele. “O prefeito Doria trabalhou muito, mas somando muitas milhas voando pelo mundo. Na Casa Verde eu rodei todas as vilas, ruas, praças, becos e vielas, especialmente no fundão da periferia. Não! O sermão não cabe a mim!”, desabafou.

A VEJA SÃO PAULO, o ex-regional diz que sai com o dever cumprido e ressalta que foi escolhido o profissional do mês, em março, justamente pelo combate às enchentes na área. “Agora, pelo mesmo motivo, me demitiram. O argumento que usaram, sobre reclamar da falta de verba, acho justo. Mas falar que eu não trabalhei foi injusto e desleal”, ressaltou.

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade