Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Por que usuários estão publicando telas pretas no Instagram?

Entre os brasileiros notáveis que participam da campanha estão a cantora Anitta, o ator Bruno Gagliasso e a humorista Tatá Werneck

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 2 jun 2020, 19h08 - Publicado em 2 jun 2020, 19h04

O movimento #BlackOutTuesday (“Apagão de Terça”, em português) tomou conta das redes sociais nesta terça-feira (2). Usando a hashtag, usuários do Instagram estão compartilhando imagens com a tela totalmente preta para protestar contra o racismo. A ideia é que esta seja a única publicação compartilhada nas plataformas — vídeos e textos com informações sobre os protestos que acontecem nos Estados Unidos e no mundo e vídeos informativos sobre a causa também são incentivados, no entanto.

A ação acontece após a morte de George Floyd, americano que foi asfixiado por um policial branco enquanto clamava “eu não consigo respirar”. A cena do oficial pressionando o homem contra o asfalto por mais de 8 minutos foi registrada, compartilhada nas redes sociais e deu início a uma série de atos pelos Estados Unidos. Participam do #BlackOutTuesday celebridades, atletas e também cidadãos comuns. Entre os brasileiros famosos que participam da campanha estão a cantora Anitta, o ator Bruno Gagliasso e a humorista Tatá Werneck.

View this post on Instagram

#blackouttuesday

A post shared by Anitta 🎤 (@anitta) on

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

Por João Pedro, Ágatha Félix, Claudia Silva Ferreira, Pedro Gonzaga, Evaldo Rosa, Luciano Macedo, Roberto, Carlos Eduardo, Cleiton, Wilton, Wesley, Marcos Vinicius da Silva, Arthur Gonçalves Monteiro, Kauan Peixoto, Jenifer Gomes, Kauê Ribeiro dos Santos, Kauan Peixoto, Kauã Rozário, Ketellen Umbelino, Dennys Guilherme dos Santos, Marcos Paulo Oliveira, Denys Henrique Quirino, Eduardo Silva, Gustavo Cruz Xavier, Gabriel Rosário de Morais, Luara Victoria de Oliveira, Rodrigo Macedo, David Nascimento dos Santos, Anna Carolina de Souza Neves #BlackoutTuesday

A post shared by Bruno Gagliasso 🐺⚡️🌳🌻 (@brunogagliasso) on

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

A post shared by Tata Werneck (@tatawerneck) on

Continua após a publicidade

Apesar da iniciativa ser ligada ao #BlackLivesMatter, é importante um aviso: não utilize as duas hashtags ao compartilhar a imagem no seu Instagram. Organizadores pedem que as tags #BLM e #BlackLivesMatter sejam usadas apenas para compartilhar notícias, informações, registros dos protestos e trabalhos artísticos em homenagem ao movimento contra o racismo.

+ Assine a Vejinha a partir de 6,90

#BlackOutTuesday não significa simplesmente postar uma foto com tudo preto e sair das redes sociais no dia. Significa parar de promover suas coisas por 24 horas e promover vozes e projetos de criadores, escritores, diretores e ativistas negros. Passe adiante“, diz uma mensagem nas redes sociais.

Muitos integrantes do movimento negro ressaltam que não basta publicar uma foto preta nas redes sociais. A famosa frase de Angela Davis também foi relembrada nesta terça-feira (2): “Em uma sociedade racista, não basta não ser racista. É preciso ser antirracista“.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade