Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Policial é preso por atirar nas costas de homem suspeito na Zona Leste

A vítima estaria em um moto roubada, disse a Secretaria de Segurança Pública; câmeras de segurança flagraram ação

Por Redação VEJA São Paulo 26 jul 2020, 10h32

Um policial militar atirou nas costas de um motociclista na Zona Leste, na madrugada de sábado (25), e foi preso em flagrante. A vítima, que morreu no Hospital Tide Setúbal, estaria em uma moto roubada horas antes e teria sido reconhecido pelo dono do veículo como sendo o autor do roubo, disse a Secretaria de Segurança Pública (SSP-SP).

“A Polícia Militar instaurou Inquérito Policial Militar (IPM) e trabalha no esclarecimento dos fatos”, afirma ainda a nota da SSP, que diz que o caso foi registrado no Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP).

Um vídeo de uma câmera de segurança mostra o momento da ação. A moto passa em alta velocidade e, segundos depois, está no outro sentido da via. O homem que conduz a moto se desequilibra e surge um policial armado que persegue a moto e efetua dois disparos. Diversas viaturas da Polícia Militar surgem depois.

Violência urbana

De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP), o número de pessoas mortas por policiais militares no estado de São Paulo cresceu 21% no primeiro semestre deste ano na comparação com o mesmo período de 2019.

Houve também elevação no número de homicídios e latrocínios no estado. Segundo dados da SSP, no primeiro semestre de 2020 foram contabilizados 1 460 casos de homicídio no estado, 4,7% a mais do que o registrado no mesmo período de 2019 (1.394). O número de casos de latrocínio – roubo seguido de morte – cresceu, de 87 casos, nos primeiros seis meses de 2019, para 95, em 2020, com alta de 6,8%.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade