Clique e assine por apenas 6,90/mês

Polícia prende homem que assaltou repórter da CNN ao vivo

Bruna Macedo foi abordada em um dos noticiários da emissora, o CNN Sábado, e teve seus dois celulares roubados

Por Humberto Abdo - 27 Jun 2020, 19h03

A Polícia Civil prendeu na tarde deste sábado (27) o homem que assaltou a repórter Bruna Macedo, da CNN Brasil. Bruna fazia uma aparição ao vivo em um dos noticiários da emissora, o CNN Sábado, quando foi abordada e teve seus dois celulares roubados, sob ameaça de uma faca. Os celulares ainda não foram recuperados.

Segundo nota oficial da Secretaria de Segurança Pública, Bruna reconheceu o homem e o boletim de ocorrência será registrado no 2º DP, do Bom Retiro.

Bruna estava na região da Ponte das Bandeiras, mostrando o nível elevado do rio Tietê, por conta das chuvas da madrugada na capital paulista. Às 8h16, ela é abordada por um homem, que avança sobre ela, enquanto Bruna entrega um dos aparelhos.

“Esse indivíduo a abordou com uma faca e levou os dois celulares dela embora. Ele fez ameaças e ela entregou um celular. Mas ele sabia que ela tinha dois celulares, porque ela tem um particular e um corporativo”, explicou.

Continua após a publicidade

Colombo afirmou que Bruna foi levada de volta à redação e passa bem, apesar do choque. “Ela está bem, já está aqui na redação. Tomou um susto danado, mas está bem, não sofreu nenhum tipo de ferimento. Ela vai prestar queixa na polícia e é vida que segue”, concluiu o âncora.

Bruna foi liberada do trabalho e voltou para casa para se recuperar do incidente, informou a emissora.

Assine a Vejinha a partir de 6,90.

Publicidade