Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Polícia Militar tem novo comandante em SP

Coronel Fernando Alencar Medeiros assume a corporação paulista

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 9 mar 2020, 16h56 - Publicado em 9 mar 2020, 16h41

O governador João Doria anunciou nesta segunda-feira (9) o novo comandante da Polícia Militar de São Paulo, o coronel Fernando Alencar Medeiros. Ele já era o subcomandante da corporação e assume o cargo que era ocupado pelo Coronel Marcelo Vieira Salles desde maio de 2018. Ele pediu transferência para a reserva da corporação na última semana.

“O Coronel Salles foi leal, correto, dedicado, um grande comandante da Polícia Militar… Reduzimos os índices de violência aos menores da história. Nossa responsabilidade é aumentar a sensação de segurança e reduzir ainda mais esses índices, o que aumenta ainda mais a responsabilidade do Coronel Alencar”, disse o governador durante a solenidade no Palácio dos Bandeirantes.  Na ocasião da operação policial em Paraisópolis, que resultou em nove mortes, Salles tomou à frente na defesa dos PMs, mas Doria acabou afastando todos os policiais militares que participaram da ação.

Alencar assumirá as funções na terça-feira (10) e tem como principal objetivo, segundo o governo, a manutenção da queda dos principais índices de criminalidade em todas as regiões do estado. Atualmente, São Paulo tem a menor taxa de homicídios da história – 6,2 a cada 100 mil habitantes.

O novo comandante-geral da PM tem 50 anos e ingressou na instituição como aluno-oficial em 1985. Bacharel em direito e educação física, possui especialização em direito penal e processual penal e é mestre e doutor em ciências policiais de segurança e de ordem pública. Ele já atuou como instrutor da Academia da PM do Barro Branco e da Escola Superior de Soldados. Também foi Comandante do 16º Batalhão Metropolitano e do 1º Batalhão de Choque – Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar), entre outras funções de destaque. Atuou na Casa Militar e foi instrutor de Direitos Humanos para Forças de Segurança na América Latina pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha.

  • + OUÇA O PODCAST Jornada da Calma

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade