Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Policiais são indiciados por homicídio culposo de jovens em Paraisópolis

Caso ocorreu em dezembro de 2019; nove pessoas morreram em ação da Polícia Militar

Por Redação VEJA São Paulo 3 jul 2021, 13h34

Nove policiais militares foram indiciados por homicídio culposo pela morte de nove jovens de 14 a 23 anos em ação ocorrida em dezembro de 2019 em Paraisópolis. O inquérito realizado pela Polícia Civil foi enviado ao Ministério Público para dar-se sequência a denúncia.

A ação da Polícia Militar ocorreu em 1º de dezembro de 2019, durante o baile funk da DZ7, famoso pancadão de Paraisópolis, que reunia cerca de 5 000 pessoas. Segundo a Defensoria Pública, depois da tentativa de dispersão do evento com bombas de gás e de efeito moral, jovens teriam ficado encurralados em um beco sem saída, sendo agredidos, e nove pessoas acabaram morrerendo sufocadas e pisoteadas.

A investigação afastou 31 policiais militares envolvidos no caso, indiciando nove por homicídio culposo — quando não há intenção de matar.

A Vejinha entrou em contato para obter o nome dos policiais, mas a secretaria ainda não respondeu.

Assine a Vejinha a partir de 8,90 mensais

  • Continua após a publicidade
    Publicidade