Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Polícia encontra cabo em hélice de avião que caiu com Marília Mendonça

Ainda não é possível afirmar que se trata do material que se rompeu de torre de transmissão, disse delegado

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 9 nov 2021, 10h31 - Publicado em 9 nov 2021, 10h30

Na última segunda-feira (8), a Polícia Civil terminou de recolher os materiais periciais do avião que caiu na região de Caratinga e matou a cantora Marília Mendonça e mais quatro pessoas.

Um cabo estava enrolado em uma das hélices da aeronave, disse o delegado regional Ivan Lopes Sales. Ele ressaltou, porém, que ainda é cedo para afirmar que se trata do cabo de energia que se rompeu de uma torre de transmissão da Cemig.

+ Assessoria fala sobre erro em informar que Marília Mendonça estava viva

“É fato de que tem um cabo enrolado na hélice. Agora, a gente só vai poder afirmar que esse cabo é o cabo que se rompeu quando a perícia tiver o laudo pericial”, explicou.

Os destroços serão enviados ao Rio de Janeiro nesta terça (9) e os motores serão encaminhados a Sorocaba, no interior de São Paulo para serem periciados.

“A investigação procede com os laudos periciais, com oitivas de eventuais testemunhas, com arrecadação de documentos. É importante ressaltar que a Polícia Civil quer dar uma resposta célere, mas uma resposta célere não significa uma resposta rápida. Uma reposta célere é a resposta mais técnica, no menor tempo possível”, afirmou o delegado.

Continua após a publicidade

Publicidade