Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

As relíquias da primeira pedreira da capital

Fundada em 1957 por um casal de libaneses, a empresa funcionava em Itaquera

Por Adriana Farias Atualizado em 14 fev 2020, 15h59 - Publicado em 10 ago 2018, 06h00

Em 1957, o casal de libaneses Jean e Arieta Khoury Farah fundou a Pedreira Itaquera, o primeiro empreendimento do tipo na capital, localizado no bairro homônimo, na Zona Leste. Com 270 000 metros quadrados, a área fornecia um granito conhecido como olho de sapo e alimentou construções como a soleira da Catedral da Sé. Em 1999, as atividades de extração mineral foram encerradas e, nos sete anos seguintes, o local abrigou um aterro. Hoje sedia uma empresa de call center. Confira alguns equipamentos utilizados pela antiga companhia e guardados até hoje pela família dos donos.

Talão de cheques. Do Banco Mercantil, servia para o pagamento de fornecedores

Alexandre Battibugli/Veja SP

Máquina de somar. Usada para a contagem das faturas e das despesas

Alexandre Battibugli/Veja SP

Relógio. Marcava a entrada e a saída dos funcionários

Alexandre Battibugli/Veja SP

Martelete. Item sueco, empregado para perfurar e encaixar explosivos

Alexandre Battibugli/Veja SP
Continua após a publicidade
Publicidade