Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Deu a louca no Ibira

Parque Michael Jackson? Traseira de um boi no MAC? Essas e outras bizarrices que marcaram a trajetória do complexo

Por Júlia Gouveia, Juliana Deodoro e Mariana Oliveira Atualizado em 1 jun 2017, 17h16 - Publicado em 16 ago 2014, 00h00

Sabe aquele ditado que diz que “de longe, todo mundo parece normal”? Bem que se encaixa ao Parque do Ibirapuera também. O aspecto bucólico, as árvores, os passarinhos escondem histórias engraçadíssimas. Por exemplo: por pouco o nome Ibirapuera não mudou para “Michael Jackson”. E o quadro do Picasso, que veio para a Bienal e atolou na lama? Já pensou em participar de uma luta de espadas? Saiba a seguir outras pérolas a respeito do parque:

 

PISTA DE COOPER E PISTA DE DANÇA

O parque já abrigou uma boate, na qual Chacrinha, Sargentelli e Agildo Ribeiro estavam entre as atrações. Era o Café Concerto, casa de shows que funcionou no início da década de 70. Durante o dia, o estabelecimento ficava aberto apenas como café e foi um dos primeiros a servir expresso na cidade. Depois de cinco anos, o contrato com a prefeitura foi interrompido e a administração demoliu o prédio, mesmo com o protesto dos músicos que batiam ponto ali.

ACHARAM OURO…

 

… no solo durante a perfuração do Túnel Ayrton Senna, em 1988. A descoberta aconteceu em março, mas a divulgação ocorreu em setembro, após o fim da concretagem no local. Era apenas um quarto de grama, no meio de vinte quilos de cascalho.

PEGADINHA OU MANIFESTO

Sabe aquela velha piada sobre, em uma mostra de arte abstrata, ser difícil distinguir uma obra “genial” de mero entulho? Pois em 1972 um rapaz desconhecido preparou uma pegadinha (ou seria um manifesto?) e expôs a traseira de um boi em um evento no Museu de Arte Contemporânea. Na ocasião, ele e outros aspirantes a artista plástico haviam sido sorteados para participar do evento. O rapaz posicionou a carcaça sobre uma mesa e nunca mais apareceu. Depois de alguns dias, como a peça estava apodrecendo, a organização se livrou dos restos do animal, cujo cheiro impedia a permanência de qualquer pessoa por lá.

“PARQUE MICHAEL JACKSON”

Michael Jackson - Thriller
Michael Jackson – Thriller

Em 2009, um projeto do vereador Agnaldo Timóteo queria acrescentar ao nome do Ibirapuera o epíteto Michael Jackson, em homenagem ao rei do pop, morto naquele ano. O então prefeito Gilberto Kassab não levou a ideia adiante.

NA CORAGEM

Continua após a publicidade

No manejo improvisado de obras de arte, em 1979, Hironie Ciafreis, montador de exposições do MAC, dirigiu uma Variant até o Rio para buscar obras de Candido Portinari. “Eu mal cabia no carro, de tão cheio. E, na volta, um pneu furou”, ele recorda.

PICASSO NO BREJO

guernica ibirapuera 2387
guernica ibirapuera 2387

Guernica, de Pablo Picasso, participou da 2ª Bienal de São Paulo, em 1953 (sim, o pavilhão existia antes de o parque ficar pronto). Para chegar ao local, o painel partiu de avião de Nova York para Milão, depois chegou a Gênova e de navio veio para Santos. O percurso terminou com o caminhão atolado no Parque do Ibirapuera. Exposta intacta, a obra recebeu a visita de Juscelino Kubitschek (o segundo, da dir. para a esq.).

ESTILO MEDIEVAL

Todo domingo, praticantes de swordplay, a luta de espadas, encontram-se atrás do auditório.

OMMM…

Uma vez por mês, um grupo medita nos gramados do parque sob a luz da lua cheia.

TODO MUNDO NU

nude adrift IBIRAPUERA 2387
nude adrift IBIRAPUERA 2387

Aproximadamente 1 100 pessoas posaram nuas para o fotógrafo americano Spencer Tunick no Parque do Ibirapuera, em 2002. O trabalho Nude Adrift era parte da programação da 25ª Bienal Internacional de São Paulo.

SKATES BANIDOS

skate ibirapuera
skate ibirapuera

Parece incrível, mas, no passado, o trânsito de bicicletas (em fins de semana) e skates (diariamente) no parque foi proibido. A ordem partiu da gestão Jânio Quadros, em 1988 — durou até a posse de Luiza Erundina, no ano seguinte.

Continua após a publicidade

Publicidade