Continua após publicidade

Obra no Sistema Cantareira pode deixar 5 milhões sem água em SP

Manutenção começa às 18h deste sábado (20)

Por Agência Brasil
Atualizado em 20 ago 2022, 14h17 - Publicado em 20 ago 2022, 14h17

Cerca de 5 milhões de moradores das cidades de São Paulo, Guarulhos, Osasco, Franco da Rocha, Francisco Morato, Caieiras, Cajamar e São Caetano do Sul podem enfrentar problemas de abastecimento de água neste final de semana por causa de uma obra que será realizada no Sistema Cantareira. A informação é da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

Segundo a companhia, a estação de tratamento Guaraú, que é responsável pela produção de água do Sistema Cantareira, será paralisada para adequação da estrutura e obras de manutenção preventiva. Essa intervenção ocorrerá a partir de 18h de hoje (20) até 6h de amanhã (21).

Entre os trabalhos de prevenção está a adequação da estrutura de chegada de água na estação de tratamento e a substituição de uma grande válvula na Estação Elevatória Santa Inês, que envia água para tratamento na Guaraú.

O equipamento, com 1,1 metro de diâmetro, pesa 16 toneladas e será substituído por outro idêntico, informou a Sabesp. Também está prevista a manutenção preventiva de todo o sistema elétrico da estação de tratamento, entre outros reparos.

Continua após a publicidade

A companhia informou que 250 profissionais estarão envolvidos nesse trabalho. A última vez que houve uma manutenção semelhante, que provocou parada no Sistema Cantareira, foi em 2016.

+Assine a Vejinha a partir de 9,90. 

Uso consciente

Durante esse período, a Sabesp orienta a população da Grande São Paulo a fazer uso consciente da água armazenada nas caixas d’água dos imóveis até a conclusão do serviço. O sistema deverá ser normalizado somente na segunda-feira (22).

Continua após a publicidade

Para diminuir os impactos na falta de abastecimento, a Sabesp informou que vai acionar a flexibilização do Sistema Integrado da Região Metropolitana de São Paulo, que permitirá que regiões normalmente atendidas pelo Cantareira recebam água de outros sistemas, momentaneamente.

O abastecimento em regiões com serviços essenciais, como hospitais, será redirecionado para que não haja intermitência na prestação do serviço. Caminhões-tanque também serão disponibilizados para situações de emergência.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.