Dez destinos paulistas para pular o Carnaval 2018

De marchinhas à música eletrônica, confira a programação de dez destinos muito procurados pelos paulistanos

Se você faz parte do time das pessoas que ainda não sabem o que fazer no Carnaval deste ano e não quer correr atrás dos bloquinhos em São Paulo, confira dez destinos onde a folia é garantida. A seleção conta com blocos de ruas, shows de artistas locais e festas universitárias.

Localizada a 250 quilômetros da capital, a cidade de Brotas é famosa pela combinação de esportes radicais durante o dia e blocos de rua durante à noite – eles tomam as vias do centrinho no melhor esquema “quem quer vai atrás”. Assim também é o desfile de Nazaré Paulista, a 88 quilômetros, onde as marchinhas ditam o ritmo da festa.

Em Santos, tem bloquinho e em Maresias, no Litoral Norte, o maior atrativo da moçada é a programação de música eletrônica e funk no Sirena. Cidades como Ilha Solteira, Votuporanga e Caconde apostam em festas que também atraem o público jovem. Outra boa notícia em 2018 é a volta do Carnaval de São Luiz do Paraitinga. Confira:

42 quilômetros > Santana do Parnaíba > samba de bumbo

Ainda na zona oeste da região metropolitana de São Paulo, bem próxima a Osasco, a cidade é uma boa opção para quem pretende ir e voltar no mesmo dia. A depender do ponto de partida, a distância até o local não chega a 50 quilômetros. A festa em Santana de Parnaíba começa quinze dias antes da data oficial. O abre-alas deste Carnaval é o bloco Pinga com Mel, que desfila na sexta (26) às 22h – o ponto de partida é a Rua Suzana Dias. Ao todo, são dezesseis blocos de Carnaval, cada um com cerca de 6 000 foliões, organizados pela população em parceria com a prefeitura. Para as crianças, tem matinês no Cine Teatro Coronel Raymundo de sexta (9) a terça (13) sempre às 14h.

Carnaval em Santos: dezessete escolas de samba vão desfilar

Carnaval em Santos: dezessete escolas de samba vão desfilar (Divulgação/Divulgação)

80 quilômetros > Santos > desfile, bandinha e bonde

Para curtir o evento na cidade também não é preciso esperar chegar em fevereiro. Isso porque, desde 26 de janeiro, sessenta bandas se apresentam nos bairros da cidade. No ano passado, 200 000 pessoas participaram destes desfiles de rua que, em 2018, vão até 13 de fevereiro. O ponto alto é o Carnabonde, programado para a tarde de sábado (10), quando um dos bondes elétricos da linha turística é transformado em trio elétrico e seguido pelos foliões. A partida é da Praça Mauá, no centro, região que recebe músicas carnavalescas também na sexta (9) e no domingo (11) até às 18h. O Desfile Oficial Metropolitano das Escolas de Samba acontece durante a semana, no dia dias 2 e 3, no Sambódromo Waldemar Esteves da Cunha. Os ingressos para assistir às 17 escolas de samba estarão à venda na bilheteria do Teatro Municipal Braz Cubas (Avenida Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). Quem estiver por lá pode também aproveitar as novidades gastronômicas que estão dando o que falar em Santos.

Bloco dos Moiados: tradição em Nazaré Paulista Bloco dos Moiados: tradição em Nazaré Paulista

Bloco dos Moiados: tradição em Nazaré Paulista (Divulgação/)

88 quilômetros > Nazaré Paulista > somente marchinhas

A cidade conhecida por uma das maiores festas religiosas do país, o Círio de Nazaré, também tem Carnaval – e dos grandes. O evento começou como uma manifestação cultural popular, com bandinhas e fanfarras locais. Dez anos depois, a cidade, de apenas 17 792 habitantes, possui dezenove blocos carnavalescos de rua que atraem cerca de 35 000 pessoas por dia – a expectativa, segundo a prefeitura, é de que este ano a festa seja ainda maior. O mais conhecido deles é o bloco dos Moiados, que tem como tradição deixar todo mundo encharcado. Eles desfilam às 15h de domingo (11) e de terça (13). Ao longo do trajeto, no centrinho da cidade, um caminhão pipa fornecido pela prefeitura joga água nos foliões, o que já alivia um pouco o calorão. No sábado (10), acontece uma matinê especialmente para as crianças na Praça Álvaro Guião. Vale lembrar que, apesar de muito cheio, o Carnaval de Nazaré é tradicional pelas marchinhas, único estilo musical executado nessa época do ano por determinação de um decreto municipal.

Sirena, em Maresias: balada carnavalesca Sirena, em Maresias: balada carnavalesca

Sirena, em Maresias: balada carnavalesca (Divulgação/)

172 quilômetros > Maresias > sertanejo, música eletrônica e funk

Depois de aproveitar a Praia de Maresias, em São Sebastião, cair na pista mostra-se um dos programas favoritos dos turistas que elegem a cidade para passar o Carnaval. Encabeça a lista dos points mais concorridos do pedaço a casa noturna Sirena, onde marchinhas e sambas-enredo não têm vez. Em atividade há mais de duas décadas, a boate programou para 2018 três festas bem distintas entre si. No sábado (10), a programação é de sertanejo, com a dupla Marcos & Belutti. No domingo (11), a casa abre espaço para o funk com o Baile da Favorita, que promete levar para o palco do Litoral Norte atrações como Mc Bola e Dj Tubarão. A folia acaba na segunda (12) quando o eletrônico tomar conta da galera. Os ingressos custam de 60 a 200 reais para cada noite.

São Luiz do Paraitinga: tradição dos bloquinhos de rua

São Luiz do Paraitinga: tradição dos bloquinhos de rua (Eduardo Coelho/Divulgação)

174 km > São Luiz do Paraitinga > marchinhas regionais

Depois de ter sido cancelado no ano passado por falta de verba, o tradicional Carnaval de Marchinhas de São Luiz do Paraitinga volta às ruas. A festa, que é o principal evento do calendário de comemorações da cidade desde o início dos anos 80, está marcada para acontecer de 9 a 13 de fevereiro. A programação inclui 26 blocos desfilando pelas ruas do centro mais treze shows de bandas de marchinhas locais. O 33º Concurso de Marchinhas de Carnaval, competição aberta ao público por meio de edital, recebeu neste ano 73 inscrições do Brasil inteiro. Os vinte selecionados participarão de mais duas fases eliminatórias, nos dias 20 e 27 de janeiro. O evento é gratuito e costuma reunir 10 000 pessoas ao redor do coreto da Praça Doutor Oswaldo Cruz, no centro. Como ocorre todos os anos, as dez músicas finalistas serão gravadas e irão compor a trilha oficial do Carnaval 2018 de São Luiz do Paraitinga.

Águas de Lindoia: 20 000 pessoas às ruas para pular Carnaval

Águas de Lindoia: 20 000 pessoas às ruas para pular Carnaval (Divulgação/Divulgação)

200 quilômetros > Águas de Lindoia > Carnaval hoteleiro

Com mais de quarenta hotéis e pousadas, a cidade possui cerca de 6 000 leitos para seus fiéis visitantes que costumam ir o ano todo a Águas de Lindoia. A maior parte dos hotéis, em parceria com a prefeitura, participam do Carnaval com seus próprios bloquinhos. Destacam-se os blocos do Hotel Cavalinho BrancoHotel Plazza e Monte Real que, à noite, levam cerca de 20 000 pessoas às ruas para pular Carnaval. Durante o dia, o público é mais familiar e as crianças podem aproveitar as matinês e concursos infantis de dança e de fantasias que acontecem de sábado (10) a terça (13), a partir das 16h no centro da cidade. No domingo (11), às 21h, a prefeitura de Águas de Lindoia também promove o show de um conjunto tradicional na região, a Banda do Nheco Vai e Nheco Fica.

250 quilômetros > Brotas > bloco de rua e Carnaval de clube

O destino de aventura recebe mais de 16 000 turistas na época do Carnaval. À noite, no sábado (10) e na segunda (12), depois de passar o dia pelas cachoeiras da região, a maior parte deles segue para o centro, onde os blocos costumam tomar conta das ruas nos três dias de folia. O destaque vai para o bloco Força na Peruca que completa 20 anos em 2018 e cuja bateria é formada majoritariamente por mulheres. Como sugere o nome, a principal fantasia dos foliões é a peruca. Os abadás para os desfiles custam em média 120 reais. Também há matinês e bailes no Clube de Campo de Brotas (Rua Francisco Nucci Filho, s/n°), com programação democrática. Há atividades recreativas para crianças no domingo (11) e na terça (13), das 14h às 18h, além de divertidas partidas de futsal com jogadores fantasiados e apresentações de pagode para os adultos. Para quem quiser curtir todos os dias de festa o pacote completo sai por 140 reais. Ingressos individuais são vendidos por período. Para as atividades vespertinas é preciso desembolsar entre 10 e 30 reais, a depender da data. As festas noturnas saem 50 reais.

290 quilômetros > Caconde > do sertanejo às marchinhas

Este ano é a primeira vez que a festa não será realizada pela prefeitura, mas por uma agência terceirizada contratada pela cidade. A programação, que abraça de bloquinho de rua com marchinhas a shows de funk e sertanejo, continua. A novidade fica por conta do Parque Prainha que também será palco da festa com bandas como o Oba Oba Samba House e Rapazolla. A festa de rua tem tradicionais blocos de marchinhas. É o caso do Fusuê, bloquinho que atrai gente de todas as idades, moradores e visitantes. Mas, dos mais de 15 000 turistas que a cidade recebe nessa época do ano, a maioria vai ao Carnaval de Caconde, evento com atrações musicais famosas e que arrastam multidões. Neste ano, entre sexta (9) e terça (13), a dupla Henrique e Diego e o Bonde do Tigrão farão apresentações para os foliões, que se dividem entre a área de abadás e o camarote. Os abadás (a partir de 140 reais) estão à venda no site do evento.

Santos: desfile das escolas de samba da cidade Santos: desfile das escolas de samba da cidade

Santos: desfile das escolas de samba da cidade (Anderson Bianchi/)

500 quilômetros > Votuporanga > festival de música

Badalado, o festival Oba, em Votuporanga, acontece entre sábado (10) e terça (13), em um espaço intitulado Mundo Oba, especialmente preparado para o megaevento open bar. São diversos shows, de atrações como Anitta, Wesley Safadão, Alok, Simone & Simaria, Molejo, Mc Kevinho, divididos entre os palcos e o potente trio elétrico do festival. A cada dia, haverá uma festa temática, que determina o traje dos foliões. Neste ano, tem dia do pijama, da praia e da fantasia para soltar a imaginação. Os ingressos estão no terceiro lote e à venda pelo site do Bloco Oba, com algumas variações: pista (750 reais), camarote (990 reais) e camarote premium Café de La Musique (1 550 reais); o último possui serviço de bufê. A agência Planeta Folia (Avenida Paulista, 1765, 7º andar) faz pacotes completos – abadá, transporte, hospedagem e festas na piscina.

Carnailha: festa universitária em Ilha Solteira Carnailha: festa universitária em Ilha Solteira

Carnailha: festa universitária em Ilha Solteira (Divulgação/)

660 quilômetros >Ilha Solteira >  balada universitária

Autointitulado “o maior Carnaval universitário do país”, o Carnailha chega à sua sétima edição em 2018. Organizado por estudantes da Unesp em parceria com a prefeitura municipal da cidade, o evento terá cinco dias de festa, com 10 horas de open bar cada noite, entre sexta (9) e terça (13). As atrações incluem artistas de peso (ainda não foram divulgados os nomes) e bandas da universidade. Os pacotes para o evento são a partir de 517 reais – para quem é da UNESP o valor abaixa para 462 reais. Bem ao estilo universitário, o clube poliesportivo da cidade vira alojamento para os visitantes, assim como as repúblicas estudantis. Há ainda a possibilidade de alugar chácaras próximas ao local ou pagar pelas estadias em ranchos, campings pousadinhas e hotéis da cidade.

Veja também

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s