Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Mulher perde R$ 880 mil achando que namorava o músico grego Yanni

Golpista é acusado de fazer parte de quadrilha de estelionato sentimental, investigada pelo MPSP

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 4 dez 2021, 16h59 - Publicado em 4 dez 2021, 16h58

Um nigeriano que mora no Brasil foi denunciado pelo Ministério Público de São Paulo (MPSP) após ser acusado de conseguir diversas transferências bancárias de uma brasileira de 59 anos que pensava estar namorando o músico grego Yanni, 67. O valor total repassado ao golpista é de R$ 880 mil. A informação é do colunista Rogério Gentile, do UOL.

De acordo com a investigação do órgão, o homem integra a Yahoo Boys, uma quadrilha internacional do país africano, especializada em estelionato sentimental. Com mais de 200 integrantes no Brasil, a organização se aproxima de pessoas solitárias por meio de perfis falsos na internet.

Até o momento, a polícia contabilizou no país mais de 400 vítimas da quadrilha, mas a estimativa é que 2 mil pessoas tenham sido enganadas.

A mulher conheceu o fake pelas redes sociais e começaram a conversar por  WhatsApp. Depois de algum tempo, eles combinaram de se casar e a mulher acabou repassando o dinheiro ao nigeriano. Em dado momento, a mulher disse que o namorado havia sido sequestrado e, desesperada, pediu ao pai que disponibilizasse R$ 10 milhões para pagar o resgate. A família da vítima, então, procurou a polícia.

O processo contra o nigeriano corre sob segredo de Justiça na 10ª Vara Criminal do Foro Central da Barra Funda. O nigeriano é réu em outro processo, também por estelionato.

Continua após a publicidade

Publicidade