Clique e assine com até 89% de desconto

Mulher é encontrada morta e amarrada em casa na Zona Oeste

Os bandidos usaram a faixa de um roupão para prender os pés da analista de sistemas, que foi baleada com um tiro no rosto no Jaguaré na noite desse domingo (30)

Por VEJA SÃO PAULO Atualizado em 5 dez 2016, 13h45 - Publicado em 1 dez 2014, 13h04

A analista de sistemas Noêmia Maria Cardoso Aires, 47 anos, foi assassinada em sua casa, na Rua Caetanópolis, no Jaguaré, na Zona Oeste de São Paulo. A vítima estava com os pés amarrados. O crime aconteceu na noite desse domingo (30).

+ Quatro pessoas são mortas em chacina na Grande São Paulo

Por volta das 19h, dois homens e uma mulher surpreenderam Noêmia em frente à garagem, segundo a Secretaria de Segurança Pública. Em um quarto, os bandidos amarraram os pés da vítima com a faixa de um roupão.

O grupo roubou aparelhos eletrônicos e fugiu no carro de Noêmia. Antes de deixar a casa, um dos assaltantes atirou no rosto da analista de sistemas, que morreu no local.

+ Policial militar é baleado e roubado na Zona Norte

Vizinhos pereceram a movimentação dos bandidos em ligaram para a Polícia Militar. O automóvel foi encontrado na Rua Menotti Rini, a aproximadamente um quilômetros do local do crime. No carro, a perícia encontrou marcas de sangue na maçaneta e no câmbio.

Até o momento nenhum dos bandidos foi preso. O caso foi registrado no 91° Distrito Policial.

+ Confira as últimas notícias da cidade

Continua após a publicidade
Publicidade