Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Motorista do Galo da Madrugada recusa bafômetro e não pode dirigir

Ele foi substituído por outro profissional no trio elétrico no Ibirapuera

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 25 fev 2020, 16h30 - Publicado em 25 fev 2020, 15h39

O motorista de um trio elétrico do bloco Galo da Madrugada, que desfila na nest terça-feira (25) na região do Ibirapuera, na Zona Sul de São Paulo, negou-se a fazer o teste do bafômetro, segundo a Polícia Militar.

Com isso, segundo a PM, o motorista foi impedido de prosseguir na condução do trio elétrico. Ele também foi autuado por infração gravíssima prevista no Código Brasileiro de Trânsito (CTB), com multa de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

O veículo não pode sair até que outro condutor em condições de dirigir chegasse.

O Galo da Madrugada, bloco pernambucano que sai pela primeira vez em São Paulo, afirmou em nota que “em momento algum o motorista em questão dirigiu o veículo e que tinha um motorista de suporte, cuja documentação está em dia e que passou pelo teste do bafômetro”.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade