Continua após publicidade

Mostra passa por fases da produção do uruguaio Joaquín Torres García

Em cartaz na Pinacoteca a partir de sábado (3), "Geometria, Criação e Proporção" reúne 150 trabalhos realizados de 1913 a 1943

Por Jonas Lopes
Atualizado em 5 dez 2016, 17h34 - Publicado em 25 nov 2011, 23h50

Em 1978, um incêndio de grandes proporções destruiu parte do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. Com ele, perderam-se cerca de oitenta obras que compunham uma retrospectiva do uruguaio Joaquín Torres García (1874-1949). Uma mostra em trânsito pelo Brasil — já passou pela Fundação Iberê Camargo, em Porto Alegre — tenta atenuar essa mancha da relação entre o país e o artista. Em cartaz na Pinacoteca a partir de sábado (3), “Geometria, Criação e Proporção” reúne 150 trabalhos realizados de 1913 a 1943. Há telas, desenhos, afrescos, colagens, objetos, uma coleção de livros e documentos pessoais.

+ Instituto de Arte Contemporânea abre primeira mostra em novo espaço

+ Botero ganha mostra no Mube

Nome fundamental do modernismo latino-americano, Torres García nasceu em Montevidéu, mas ainda na adolescência mudou-se para Barcelona, onde aperfeiçoou o aprendizado da pintura. Morou também na França, na Inglaterra e nos Estados Unidos. Esse aspecto itinerante é abordado na exposição através de “A Idade de Ouro da Modernidade”, mural feito para um palácio catalão, ou de um óleo inspirado no caos urbano de Nova York, repleto de arranha-céus, trens e cartazes de propaganda. No fim da década de 20, logo após conhecer Piet Mondrian, adentra no período mais criativo da carreira, de caráter construtivista. Nessa fase, mistura com originalidade as formas geométricas típicas de sua época a elementos primitivos da arte pré-colombiana.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.