Clique e assine por apenas 6,90/mês

Morte de segurança de casa noturna foi vingança, diz polícia

Vítima foi ameaçada por dois indivíduos que haviam sido expulsos do local por causa do comportamento agressivo com outros clientes 

Por Veja São Paulo - 19 dez 2016, 08h59

A morte do segurança Ailton Pereira de Araújo, de 52 anos, baleado na madrugada desta segunda-feira (19) em frente a uma casa noturna na Vila Guilherme, na Zona Norte, foi motivada por vingança, segundo as investigações. 

De acordo com o boletim de ocorrência registrado no 73º DP, a vítima foi ameaçada por dois indivíduos que haviam sido expulsos do local por causa do comportamento agressivo com outros clientes da casa noturna. Uma funcionária contou em depoimento aos policiais que um dos criminosos que disparou contra o segurança foi o mesmo que fez as ameaças. Outra segurança de 22 anos foi atingida de raspão pelos tiros, mas passa bem.  

Os bandidos usaram um Honda Civic para cometer o crime. Segundo a polícia, o veículo havia sido roubado na mesma madrugada nas proximidades da casa noturna. Dentro do carro foram encontrados um celular e dois projéteis deflagrados. 

O segurança chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu e morreu no caminho. As autoridades irão analisar imagens de câmera de segurança para tentar identificar os autores do crime. Ninguém foi preso. 

 

Continua após a publicidade
Publicidade