Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Morre Padré José Amaral, aos 91, figura de prestígio do Colégio Santa Cruz

O clérigo exerceu diversas funções na instituição, onde atuava desde 1954

Por Redação VEJA São Paulo 13 jan 2022, 12h29

O Padre José Amaral de Almeida Prado, uma das figuras mais importantes do tradicional Colégio Santa Cruz, na Zona oeste de São Paulo, faleceu nesta quinta-feira (13), aos 91 anos de idade. O velório e a cerimônia de sepultamento serão restritos a amigos e familiares.

O clérigo começou a trabalhar na instituição em 1954, apenas dois anos após a fundação do Colégio por padres canadenses, e desempenhou diversas funções.

+ Falta de insumos leva Rede D’Or a restringir exames de Covid-19

Lecionou Latim, Português e Religião até 1963. Foi diretor do mesmo curso até 1968 – ao mesmo tempo que dava aulas na UNESP. Liderou o conselho Administrativo do Colégio Santa Cruz por mais de 10 anos.

Em 2010, tornou-se orientador espiritual do colégio. Em 2014, a escola batizou um de seus prédios como Pavilhão Padre José Amaral de Almeida Prado.

“Padre José Amaral de Almeida Prado era o maior testemunho da história de nossa escola e tivemos o privilégio de contar com sua companhia amorosa e com seu trabalho devotado desde 1954”, diz em nota o colégio.

Continua após a publicidade

Publicidade