Clique e assine por apenas 6,90/mês

Militantes lançam rojões e geram tumulto em sindicato

Objetivo dos apoiadores do ex-presidente era afastar helicópteros do local

Por Redação VEJA São Paulo - 7 Apr 2018, 16h27

Cerca de quinhentas pessoas continuam reunidas na tarde deste sábado (7) em volta do Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo, no ABC, em solidariedade ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Dezenas de veículos de imprensa também permanecem no local aguardando a saída de Lula, que deve se entregar à Polícia Federal.

Por volta das 16h15, militantes começaram a lançar rojões para o alto, com o objetivo de “espantar” os helicópteros da imprensa que sobrevoam o local.

Alguns apoiadores do petista, que não sabiam o que estava acontecendo, acharam que os fogos de artifício estavam sendo lançados para comemorar a prisão do ex-presidente, e um princípio de tumulto teve início em frente ao sindicato. Muitos começaram a gritar e a chutar os portões do prédio.

Continua após a publicidade

A situação acalmou minutos depois, mas os helicópteros tiveram de se afastar do prédio.

Publicidade