Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Médico é agredido por negar atestado médico a paciente

Em depoimento, ele disse que o agressor não tinha nenhum sintoma que justificasse a dispensa

Por Redação VEJA São Paulo 14 jul 2017, 17h27

Um médico foi agredido depois de negar atestado médico a um paciente em um pronto-socorro em Santa Bárbara do Oeste, a 139 quilômetros da capital. O caso será investigado pela Polícia Civil.

  • Rodrigo da Rocha Recchia deu alta ao paciente depois do atendimento. Pouco depois, o homem invadiu um espaço privativo e exigiu que Recchia assinasse um atestado porque havia faltado no trabalho. Ao ouvir a negativa, ele ameaçou o médico de morte e, ao ser levado por ele para fora do hospital, lhe deu um soco na boca

    A confusão aconteceu por volta das 14h30 desta quinta (13) no pronto-Socorro Dr. Édson Daniel dos Santos Mano. Em depoimento, ele disse que o agressor não tinha nenhum sintoma que justificasse a dispensa. Recchia tentou reagir, mas foi atingido por outros dois socos.

    O paciente não foi identificado.

    Continua após a publicidade
    Publicidade