Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

‘Me ajudem pelo amor de Deus. Meu filho está vivo’, pede mãe de copiloto desaparecido em acidente entre SP e RJ

O jovem, de 20 anos, era parte da tripulação de um bimotor que sumiu na noite de quarta (24)

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 28 nov 2021, 19h01 - Publicado em 27 nov 2021, 18h13

A esteticista Ana Regina, mãe do copiloto José Porfírio de Brito Júnior, 20 anos, usou seu perfil no Instagram para pedir ajuda na busca do filho, que está desaparecido desde a noite de quarta (24).

Brito Júnior fazia um voô, em bimotor de sua propriedade, junto com o piloto Gustavo Calçado Carneiro. Eles partiram do Rio de Janeiro na quarta e chegaram em São Paulo pela manhã.

https://www.instagram.com/p/CWxpMptL5qm/

O acidente ocorreu na volta, no mesmo dia, quando eles regressavam à capital Fluminense, por volta das 21h, na região entre Paraty (RJ) e Ubatuba (SP). A família de Brito Júnior, que mantinha contato com ele, notou o desaparecimento da aeronave na mesma noite, contudo, dizem que as informações que receberam foram desencontradas.

Os pais do copiloto chegaram a alugar, por conta da própria, um barco na região do município de Trindade (RJ), a fim de realizarem as buscas. Até o momento, Brito Júnior não foi localizado.

O corpo do piloto, Gustavo Calçado Carneiro, morto no acidente, já foi resgatado. Há informações de que outra pessoa também estava à bordo.

Continua após a publicidade

A  Força Aérea Brasileira (FAB) informou que mais de 1.000 quilômetros quadrados já foram vistoriados. Os Corpos de Bombeiros do Rio e de São Paulo também foram acionados para realizar a busca.

A família do copiloto, contudo, tem apontado falhas no trabalho realizado e têm tentado mobilizar o maior número de pessoas e autoridades com apelos nas redes sociais.

https://www.instagram.com/p/CWvbuwlFAzV/

 

 

Continua após a publicidade

Publicidade