Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Jovem vira ré por matar namorado com narguilé após briga por pastel

Nicole Costa alegou legítima defesa; caso ocorreu em Goiás

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 4 Maio 2021, 18h50 - Publicado em 4 Maio 2021, 18h49

A Justiça aceitou, nesta terça-feira (4), a denúncia do Ministério Público (MP) contra Nicole Maria Ferreira Costa, de 20 anos, acusada de matar o namorado com um narguilé após uma briga que começou por um pastel, em setembro de 2020 em Aparecida, Goiás. A decisão foi do juiz Leonardo Fleury Curado Dias, da 4ª Vara Criminal. A ré será julgada por homicídio duplamente qualificado — motivo fútil e sem chance de defesa para a vítima.

A partir da decisão, Nicole, que até o momento responde em liberdade, tem até 10 dias para apresentar um advogado, ou então a Defensoria Pública será acionada.

A briga

Em depoimento à polícia, poucos dias após a morte, a jovem confessou ter ferido o namorado com o cano de um narguilé, uma espécie de cachimbo, para se defender de Adailton Gomes Abreu, de 24 anos, com quem ela se relacionava desde 2018. 

Segundo Nicole, o rapaz teria ameaçado agredi-la após uma discussão que começou na feira, onde os dois foram comprar pastéis acompanhados por duas irmãs da vítima. Após a chegada em casa, a discussão teria esquentado entre os dois e o namorado teria partido para cima dela segurando a base de um narguilé quebrado e, para se defender, a namorada pegou outra parte do objeto. 

“Perguntei qual, ela falou que seria o canudo do narguilé. Ela não falou em agulha”, destacou o delegado Eduardo Rodovalho, do GIH (Grupo de Investigação de Homicídios). Ela teria o atingido no peito e o rapaz caiu no chão, onde morreu pouco tempo depois.

Na denúncia acusatória do MP-GO, apresentada na semana passada, o texto aponta que Nicole desferiu “um golpe no peito do namorado com um instrumento perfurante, que seria a agulha de um narguilé”.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade