Clique e assine por apenas 6,90/mês

Jovem revelação do atletismo brasileiro morre aos 18 anos no Paraná

Alana Maranhão chegou a ser finalista do campeonato mundial sub-18 de lançamento de dardo

Por Redação VEJA São Paulo - 2 Jul 2019, 12h07

Alana Maranhão, jovem de 18 anos que competia internacionalmente na modalidade de lançamento de dardo, foi encontrada morta em sua casa no município de Paranavaí, no noroeste do Paraná, no último domingo (30).

Segundo informações do portal G1, a Polícia Civil trabalha com a possibilidade de que a moça tenha cometido suicídio. O Instituto Médico Legal local deve apontar as causas da morte.

A profissional, que tinha o apelido de Índia, foi representante do Brasil no Campeonato Mundial Sub-18 de Nairóbi, no Quênia, em 2017. Entre os finalistas da prova, acabou na 11ª colocação. Na época, ela era a primeira colocada no ranking brasileiro da categoria, após vencer o Brasileiro Sub-18 com índice de 50,09 metros.

O corpo da atleta foi velado nesta segunda-feira (1º), na Capela Santa Maria, em frente à delegacia da cidade e o sepultamento realizado nesta terça-feira (2), às 9 horas, no Cemitério Municipal de Paranavaí.

Continua após a publicidade

 

 

Publicidade