Jornalista da Globo é detido em Salvador após confusão com PMs

Correspondente da emissora em Nova York foi acusado de desacato à autoridade

Felipe Santana, jornalista da Globo, foi detido em Salvador na noite de domingo (26) após uma confusão com policiais militares. Ele e um amigo, também jornalista, Bruno Aversa Dellalata, foram acusados de desacato à autoridade. Os dois afirmam que os PMs foram truculentos na ação.


A confusão aconteceu no circuito Osmar, no centro da capital baiana. Santana foi à Central de Flagrantes para prestar depoimento. Dellalata, que teve um ferimento no supercílio e está sob observação no Hospital Aliança, deve prestar queixa quando receber alta. 

Os policiais envolvidos no caso também apresentaram ferimentos, na boca e no braço, e já foram ouvidos. O caso será investigado pela Polícia Civil, com acompanhamento do Comando Geral da PM.

Confira a nota da Secretaria de Segurança Pública da Bahia na íntegra:

“A Secretaria da Segurança Pública determinou a apuração rigorosa de uma situação envolvendo uma patrulha da Polícia Militar e dois jornalistas. O caso aconteceu no circuito Osmar (Centro), na noite deste domingo (26).

Informações preliminares dão conta de que jornalistas e policiais se desentenderam. O caso foi para a Central de Flagrantes do Passeio Público. Os policiais alegam desacato, e a dupla, truculência policial. Um dos jornalistas, Bruno Aversa Dellalata, teve um ferimento no supercílio e foi encaminhado ao posto médico para atendimento e, em seguida, para o Hospital Aliança, onde permanece em observação.

O outro jornalista, Felipe Tomaz Sant’ana, foi ouvido na Central de Flagrantes. Os militares envolvidos também prestaram depoimentos. Todos os envolvidos serão encaminhados para fazer exame de corpo de delito, já que dois PMs também apresentaram ferimentos na boca e no braço.

No circuito Osmar, foi conduzido para averiguação, após desentendimento com uma guarnição da PM, o jornalista Felipe Tomaz Sant’ana. Ele foi ouvido na Central de Flagrantes e liberado, assim como os policiais envolvidos na situação. O colega dele, Bruno Aversa Dellalata, teve um ferimento no supercílio e está em observação no Hospital Aliança e prestará depoimento assim que liberado. A Polícia Civil já instaurou um inquérito para apurar o caso e iniciou a ouvida de testemunhas que presenciaram o fato.”

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Carlos Pereira

    O Policial Militar está muito agressivo e isso tem que ser alvo de acompanhamento médico e psicológico. Por outro lado todos os funcionários da Rede Glogo são abusados e se acham aquém das pessoas simples ortais.

  2. Leotin Andrade Andrade

    Polícia em eterno estado de estres devido ao grande número de marginais, jornalistas prepotentes e o Sr. Carlos trocando alem por aquém.

  3. Vanessa Avellar Fernandez

    K

  4. Ailton Silva

    O cara nao e amigo dele e o macho dele que passou a mao na bunda de um PM . Essa gente pena que pode tudo . Nao duvido quq a reacao do reporte tenha sido por ciume do macho