Clique e assine com até 89% de desconto

Instituto Tomie Ohtake recebe retrospectiva do fotógrafo Steve McCurry

“Alma Revelada” traz seleção de 100 imagens que se destacam no sempre impressionante uso de cores

Por Jonas Lopes Atualizado em 5 dez 2016, 17h33 - Publicado em 2 dez 2011, 23h51

Famoso pelos trabalhos na agência Magnum, o americano Steve McCurry celebrizou-se ao fotografar uma adolescente afegã para a revista “National Geographic” em 1984 — a menina, Sharbat Gula, voltaria a posar para ele dezoito anos depois. “Alma Revelada”, retrospectiva em cartaz no Instituto Tomie Ohtake, recupera sua trajetória através de uma seleção de 100 imagens. A maior parte delas foi registrada durante andanças por países da África, do Oriente Médio e da Ásia, a parcela mais conhecida de sua produção. McCurry aborda o dia a dia de monges, freiras e moradores locais, e destaca-se sempre no impressionante uso de cores. Um vendedor de flores, por exemplo, navega num esplendoroso rio da Caxemira, em cena que guarda semelhanças com as ninfeias pintadas por Monet. O fotógrafo nunca chega a estilizar situações tristes e violentas, nem quando exibe crianças brincando com um tanque em plena guerra no Afeganistão.

+ As melhores mostras em cartaz

+ Mostra passa por fases da produção do uruguaio Joaquín Torres García

Outro núcleo da mostra reúne fotos realizadas após o ataque ao World Trade Center, em Nova York. O atentado surge nas torres em chamas e no acompanhamento do trabalho das equipes de resgate em meio aos escombros. Também integra a montagem uma série feita com o último rolo do filme Kodachrome, criado em 1935 pela Kodak e produzido até 2009. É considerado a película ideal pelos especialistas, devido à qualidade de reprodução cromática. Entre os registros estão retratos do ator Robert De Niro e do colega de câmera Elliott Erwitt.

Avaliação ✪✪✪

Continua após a publicidade
Publicidade