Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Homem que matou filha que denunciou estupro está entre os mais procurados

Letícia Tanzi foi assassinada pelo pai por se recusar a retirar denúncia de estupro; ele estava preso por abuso sexual contra a cunhada

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 11 jun 2021, 15h23 - Publicado em 11 jun 2021, 15h02

Horácio Lazareno Lucas matou a própria filha de 13 anos a facadas, em São Roque, no interior, e entrou na lista dos criminosos mais procurados de São Paulo. Ele está foragido desde o dia do crime, 3 de outubro de 2018.

O homem estava preso por ter estuprado a cunhada. No mesmo dia em que cometeu o homicídio, ele havia sido solto após recorrer da acusação. Mas durante o período de reclusão, sua filha, Letícia Tanzi, o denunciou pelo mesmo crime, alegando que sofria abusos desde 2017.

Assim que saiu da prisão, Horácio foi para casa tentar convencer a filha a retirar a denúncia contra ele. Segundo depoimento da mãe de Letícia, o homem estava calmo até a menina se recusar a acatar o pedido. Horácio, então, esfaqueou-a diversas vezes e fugiu.

Desde então, a polícia da cidade recebeu denúncias de pessoas que avistaram Horácio andando em estradas rurais, com barba e boné, mas as buscas até o momento não tiveram sucesso. Suspeita-se também que o homem esteja transitando nas matas de São Roque e Mairinque, cidade vizinha. Horácio teria conhecimento de trilhas na mata densa de São Roque por ter nascido e sido criado na região.

print de site da polícia civil de sp com dados do horácio à direita e sua foto, à esquerda
Print do site da Polícia Civil de SP com dados de Horácio; ele entrou para lista de mais procurados do estado Reprodução/Reprodução

O foragido possui uma tatuagem no braço esquerdo escrito “Tamires”. Para denunciar sobre o paradeiro do homem, o telefone é o (11) 3311-3148. Também é possível ligar para o 181, sem necessidade de se identificar, ou direto com o setor de Capturas, pelo telefone (11) 3311-3021. Um e-mail também pode ser encaminhado para procurados@policiacivil.sp.gov.br.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade