Clique e assine por apenas 6,90/mês

Homem diz ter sido agredido por seguranças da Feira Cultural LGBT

Evento ocorreu na Praça da República, no centro

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 21 jun 2019, 10h09 - Publicado em 21 jun 2019, 10h07

Um jovem de 25 anos diz ter sido agredido por dois seguranças da Feira Cultural LGBT, que ocorreu na noite de quinta-feira (20) na Praça da República, no centro. Segundo relatos de Rafael Tavares à TV Globo, os agressores o acusaram de roubo. O caso foi registrado no 2º Distrito Policial, no Bom Retiro, como ameaça e lesão corporal.“Eles começaram a bater no nosso rosto, creio eu, por causa da nossa opção sexual, porque usavam palavras de baixo calão”.

A vítima foi encaminhada para o Instituto Médico Legal (IML) para a realização de exame de corpo de delito. Os nomes dos seguranças (um homem e uma mulher) não foram divulgados.

Publicidade