Clique e assine por apenas 5,90/mês

A bela bombeira do incêndio da loja Torra Torra

A primeira-tenente Fernanda Rafaela Lourenço, que atendeu ao chamado, fala sobre o incidente

Por João Batista Jr. [com reportagem de Catarina Cicarelli] - Atualizado em 5 dez 2016, 18h17 - Publicado em 18 fev 2011, 21h19

Enquanto supervisionava um corte de árvores na Vila Mariana na última segunda (14), a primeira-tenente do Corpo de Bombeiros Fernanda Rafaela Lourenço, de 27 anos, recebeu um chamado. Tratava-se de um incêndio na Rua José Bonifácio, no centro. O fogo destruía uma loja de roupas, ironicamente batizada de Torra Torra. A bela fala de sua profissão.

Como estava a situação quando chegou ao local?

Havia muita fumaça e o fogo saía pelas portas e janelas. Por causa do perigo de colapso da estrutura, tivemos de usar a entrada do prédio que fica na Rua Direita. Foi preciso arrombar as portas.

Por que escolheu essa carreira?

Meu pai era militar, então eu queria ser policial. Depois de entrar para a corporação, há dez anos, passei a observar a rotina dos bombeiros. Fiquei interessada.

Já foi paquerada em serviço?

Embora esteja solteira, tenho uma postura rigorosa no trabalho para evitar esse tipo de abordagem.

 

Continua após a publicidade
Publicidade