Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Estudante de 15 anos pode ser nova vítima de febre maculosa em SP

A estudante Laura Bertajoni Vicente, de 15 anos, morreu no domingo (29). O Estado já registrou, até agora, catorze casos, que resultaram em seis mortes

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 31 jul 2018, 17h19 - Publicado em 31 jul 2018, 17h11

Com catorze casos registrados só este ano no Estado de São Paulo, que já resultaram em seis mortes, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde, a febre maculosa, doença provocada pelo carrapato-estrela, pode ter feito uma nova vítima. Trata-se da estudante Laura Bertajoni Vicente, de 15 anos, que morreu no domingo (29) em Salto, município a 103 quilômetros da capital.

Segundo o tio da garota, o fotógrafo Marcelo Kenjy Motozono, ela começou a sentir dores de cabeça no sábado (20) e foi internada em estado grave em um hospital de Campinas. Na mesma semana, teve um edema cerebral seguido de um Acidente Vascular Cerebral (AVC). A estudante completou 15 anos no dia 24, quando estava internada, em coma induzido. Laura foi enterrada na segunda (30) em Salto.

O laudo oficial sobre as causas do óbito sai em quinze dias, mas a família tem certeza de que foi febre maculosa. Os parentes acreditam que a garota tenha contraído a doença em um lago próximo à casa dela, cheio de capivaras, onde a estudante costumava andar de bicicleta – o carrapato-estrela costuma parasitar esses animais.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, no ano passado foram registrados 65 casos e 32 óbitos em todo os Estado. Em 2016, foram 64 ocorrências e 37 mortes.

Causada pela bactéria Rickettsia rickettsii após a picada de um carrapato, a doença é mais comum entre os meses de junho e outubro, quando os carrapatos estão mais ativos. Entre os principais sintomas estão febre acima de 39 graus, calafrios, dor de cabeça intensa, dores de barriga e musculares, conjuntivite e náuseas e vômitos. Se for diagnosticada rapidamente, tem cura, e o tratamento é feito com antibióticos.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade