Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Fapesp e estado investirão R$ 30 milhões em pesquisa em educação básica

Iniciativa conjunta financiará estudos científicos com potencial para subsidiar políticas públicas na área e implementar abordagens pedagógicas inovadoras

Por Agência Fapesp Atualizado em 17 fev 2022, 14h36 - Publicado em 17 fev 2022, 14h35

A Fapesp e a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc) lançaram nesta terça-feira (15/02) o primeiro edital do programa Proeduca. O programa, de apoio a pesquisas em educação básica, tem o objetivo de subsidiar o aprimoramento e o desenvolvimento de políticas públicas e de abordagens pedagógicas que visem a melhoria do aprendizado e a redução das desigualdades educacionais. A Fapesp e a Seduc aportarão um total de R$ 30 milhões – R$ 20 milhões da Fundação e R$ 10 milhões da Secretaria – para o financiamento de projetos selecionados no edital.

+“Semana E” vai às escolas para tentar concluir vacinação de crianças

O Proeduca deverá contribuir para a solução de problemas cruciais do ensino público, desde as desigualdades de acesso e de trajetória educacional até as altas taxas de abandono e de evasão escolar, passando pela baixa participação dos sistemas públicos de educação básica na educação técnica e profissional.

“Esta iniciativa será fundamental para termos evidências sobre o que dá certo e vale a pena ser replicado de uma escola para as outras. A comunidade científica gerar pesquisas sobre a riqueza de experiências pedagógicas e de aprendizagem, dialogando com a comunidade escolar, é muito importante. E é absolutamente necessário suprir essa demanda por diagnósticos, avaliações de políticas e outros subsídios”, disse Rossieli Soares, secretário da Educação de São Paulo.

+Dois em cada três estudantes precisam de reforço escolar, diz pesquisa

“O projeto traz a importância da gestão baseada em evidências para o centro do debate no campo da educação. Isso significa utilizar os resultados de pesquisas, análises de dados e avaliações para qualificar a tomada de decisão dos gestores públicos, melhorando a formulação e a implementação de políticas, programas e projetos com repercussão na sala de aula e na aprendizagem dos estudantes”, disse Marco Antonio Zago, presidente da Fapesp.

Estão previstos três editais do Proeduca entre 2022 e 2024. O primeiro edital, lançado agora, apoiará projetos de pesquisa com foco em seis eixos estratégicos: processo de ensino e aprendizagem na educação básica pública; formação e desenvolvimento profissional docente; gestão da aprendizagem e avaliação; gestão educacional: escolas e a rede de ensino; equidade, diversidade e redução das desigualdades na educação; e tecnologia, inovação e educação profissional no currículo da educação básica. Os projetos selecionados poderão abarcar uma ou mais das seis linhas prioritárias.

Continua após a publicidade

+Em luta contra o câncer, calouro da USP recebe “trote” em hospital

“Poucos temas têm a unanimidade da área de educação para o nosso avanço enquanto nação. Para a Fapesp, incentivar a produção de conhecimento e estimular a disseminação de melhores práticas, trabalhando de forma articulada com a Secretaria da Educação, representam uma oportunidade única. Em todas as áreas da atuação humana a etapa da implementação de melhores práticas é um elemento decisivo. Com a presente chamada, a FAPESP busca contribuir para que a implementação em educação leve em consideração as variáveis locais nas diferentes escolas, assim como outros fatores contextuais relevantes de forma que a educação possa ter sucesso em qualquer ambiente”, disse Luiz Eugênio Mello, diretor científico da Fapesp.

Pesquisadores de instituições de ensino superior e de pesquisa do Estado de São Paulo, públicas ou privadas, poderão submeter os projetos ao primeiro edital do Proeduca até o dia 16 de maio.

+João Doria promete sanar déficit de vagas em escolas até o próximo dia 20

Para esclarecer eventuais dúvidas sobre a chamada, a Fapesp vai organizar um diálogo virtual no dia 16 de março, às 16 horas. O encontro será transmitido pelo canal da Agência Fapesp no YouTube.

O evento de lançamento do Proeduca foi realizado na Escola de Formação e Aperfeiçoamento dos Profissionais da Educação do Estado de São Paulo e contou com a presença da secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen; dos reitores da Universidade de São Paulo (USP), Carlos Gilberto Carlotti Junior, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Antonio José de Almeida Meirelles; do representante do reitor da Universidade Estadual Paulista (Unesp) e do reitor da Universidade Mackenzie, Marco Tullio de Castro Vasconcelos; além de gestores e professores de escolas estaduais de ensino.

A íntegra do edital está disponível em fapesp.br/15317.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)