Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Família de Tom Veiga suspeita que ator morreu envenenado, diz colunista

Parentes do artista estariam buscando exumar o corpo do intérprete de Louro José

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 6 abr 2021, 15h58 - Publicado em 6 abr 2021, 15h41

A família de Tom Veiga, artista que deu vida ao boneco Louro José no programa Mais Você, de Ana Maria Braga, teria intenções de exumar o corpo do ator devido à suspeita de que ele teria sido envenenado, segundo informações do colunista Léo Dias.

Tom foi encontrado morto aos 47 anos em 1º de novembro do ano passado, em sua casa no Recreio dos Bandeirantes, no Rio. De acordo com fontes do colunista, Cybelle Hemínio da Costa Veiga, ex-mulher de Tom, teria conseguido que ele fizesse um testamento que a incluísse. 

O jornal Extra publicou, na manhã desta terça (6), uma reportagem que alega que três dias antes de morrer, Tom Veiga teria pedido a um amigo que fosse com ele até o cartório para retirar o nome da ex-mulher do testamento. Em um áudio recebido pela publicação, o artista teria dito: “Pode ir lá comigo para cancelar essa bosta?”.

No testamento, Tom Veiga teria disposto 50% de seus bens para os quatro filhos:  Diego e Amanda, que teve com Cristina Rilco, e Adrian e Alissa, fruto da relação Alessandra Veiga. Os outros 50% ficariam com Cybelle Hemínio, com quem ele foi casado de janeiro a setembro de 2020. Uma ação cível está sendo movida pelos filhos de Tom para provar na Justiça a invalidade de Cybelle como herdeira.

Tom e Cybelle se casaram em uma cerimônia religiosa em janeiro de 2020. No entanto, a oficialização da união só aconteceu em 21 de agosto de 2020. O casal mantinha uma união estável desde junho de 2019, pelo casamento com total separação de bens. Poucos dias depois, Tom e Cybelle se separaram.

Ainda segundo o Jornal Extra, poucos dias antes de morrer, Tom decidiu instalar câmeras de vigilância em sua casa. De acordo com uma fonte ouvida pela publicação, outro amigo do artista não entendeu os motivos que o levaram a instalar o sistema de segurança, já que o intérprete de Louro José morava em um imóvel que fica num condomínio do Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio. “Quando perguntei, ele me disse que estava preocupado com a segurança dele. Insisti em saber o motivo, mas Tom mudou de assunto rapidamente”, relembra a fonte ao jornal. 

A família e a ex-mulher Cybelle Hemínio não se manifestaram publicamente. De acordo com informações do Balanço Geral, da Record TV, o irmão de Tom, Sergio Veiga, não acredita em envenenamento. 

+Assine a Vejinha a partir de 6,90.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade