Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Falésia desaba e mata casal e bebê de 7 meses na praia de Pipa, no RN

Homem era natural de Jundiaí, no interior de São Paulo, e aproveitava o dia de folga com a mulher e o filho

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 17 nov 2020, 17h42 - Publicado em 17 nov 2020, 16h16

Um casal e um bebê de apenas 7 meses morreram após parte de uma falésia na Praia de Pipa, em Tibau do Sul, litoral sul do Rio Grande do Norte, desabar nesta terça-feira (17). O pai da criança, Hugo Pereira, 32, era natural de Jundiaí, no interior de São Paulo, e morava há alguns anos em Pipa, trabalhando como gerente de recepção no hotel Sunbay. No momento de acidente, ele estava sentando próximo à falésia com a mulher, Stella Souza, o filho e o cachorro da família.

“Ainda deu tempo de a mãe tentar segurar a criança, por isso que os adultos estavam mais machucados, porque a mãe estava abraçada com ele [o bebê]”, relata uma das testemunhas, Igor Caetano.

“A gente cavou até encontrar o pai, e depois encontramos a mãe e a criança. O menino ainda estava respirando. Por coincidência, uma médica estava passando aqui na hora, ela tentou reanimar a criança, mas não teve mais jeito”, disse.

De acordo com a prefeitura de Tibau do Sul, placas com alerta do risco de desabamento do local são levadas pela maré cheia. O secretário de Comunicação do município, Fábio Pinheiro, disse que o casal foi alertado dos riscos por um fiscal da prefeitura antes do acidente.

O cachorro também morreu soterrado. Segundo a PM, não houve outras vítimas.

 

Continua após a publicidade
Publicidade