Cobras são localizadas em pacote no Aeroporto de Guarulhos

Funcionários que fiscalizavam uma remessa separada para conferência notaram que uma das meias estava mexendo

A equipe da Receita Federal da alfândega do Aeroporto de Guarulhos encontrou duas cobras da espécie píton dentro de meias em uma remessa expressa vinda da Europa. O flagrante foi no último dia 19 de novembro, mas o fato só foi noticiado pelo setor de comunicação do órgão da Polícia Federal nesta quinta-feira (1).

A surpresa veio após fiscalização aduaneira de rotina. Cada bicho estava em meias lacradas e uma delas despertou a atenção da equipe ao se mexer. “Após uma pequena abertura nessa peça de roupa, observou-se que havia um animal vivo ali dentro”, diz trecho da nota enviada pela Receita.

+ Homem morre soterrado em desmoronamento de terra na Grande São Paulo

meias com cobras

 (/)

meias com cobras

 (/)

Após a descoberta, foi acionada a equipe de segurança e um servidor do Ibama que trabalha no aeroporto para averiguar a remessa junto à auditoria-fiscal. Ao constatar que se tratava de tráfico de animais, as pítons foram encaminhados ao Ibama e a Polícia Federal foi acionada para realizar a localização do destinatário da entrega. Segundo a Receita, seria um homem de nacionalidade brasileira.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s