Clique e assine por apenas 6,90/mês

Doria vai multar secretários que se atrasarem para reuniões

Valor da penalidade será de 200 reais para cada quinze minutos de atraso

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 5 Jan 2017, 12h07 - Publicado em 4 Jan 2017, 15h09

O prefeito João Doria criou um sistema para multar os secretários que se atrasarem para reuniões e outros compromissos. O valor fixado foi de 200 reais para cada quinze minutos de atraso. A nova norma foi comunicada aos secretários durante encontro na última segunda-feira (2), após o lançamento do projeto de zeladoria Cidade Linda.

Neste mesmo dia, a secretária de Assistência Social Soninha Francine chegou mais de quarenta minutos atrasada na Praça 14 Bis, onde Doria e equipe se encontraram vestidos com uniformes de gari para iniciar as ações de limpeza antes do sol raiar, às 6h.

O valor arrecadado será revertido a um fundo a ser gerado pela secretaria de Direitos Humanos e Cidadania e doado a instituições de caridade.

Publicidade