Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Doria diz que helicóptero de André do Rap será incorporado à Polícia Civil

Aeronave avaliada em 8 milhões de reais pertencia a homem apontado como um dos chefes do PCC

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 14 Maio 2021, 18h06 - Publicado em 14 Maio 2021, 18h05

O governador João Doria disse, nesta sexta-feira (14), que o helicóptero que pertencia ao traficante André do Rap foi incorporado nesta semana à frota de aeronaves da Polícia Civil.

“Avaliado em cerca de R$ 8 milhões, o helicóptero vai agora combater o crime organizado. Ao invés de dar mordomia aos criminosos”, escreveu Doria em sua conta no Twitter. No Facebook, ele comemorou que o veículo estava saindo “das mãos do PCC”.

O traficante André Oliveira Macedo, de 43 anos, conhecido como André do Rap, é apontado como um dos chefes do Primeiro Comando da Capital (PCC), facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios. Ele foi preso em setembro de 2019 em uma operação feita pela Polícia Civil de São Paulo.

André do Rap foi solto um ano depois, em outubro de 2020, após habeas corpus concedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Horas depois, ele voltou a ter sua prisão decretada pelo presidente da Casa, Luiz Fux. Desde então, ele está foragido da Justiça e se tornou um dos criminosos mais procurados pelas polícias paulista e federal.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade