Clique e assine por apenas 6,90/mês

Doria demite filho de executivo do lixo que fiscalizava varrição

A decisão foi tomada depois que o jornal Folha de S.Paulo mostrou que Alexis Beghini é filho de executivo de empresa contratada para fazer coleta

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 11 Nov 2017, 19h02 - Publicado em 11 Nov 2017, 19h00

O prefeito João Doria anunciou neste sábado (11) a exoneração do engenheiro Alexis Beghini, responsável pela Coordenadoria de Projetos e Obras da Prefeitura Regional da Sé.

A decisão foi tomada depois que reportagem do jornal Folha de S.Paulo mostrou que Beghini é filho de José Alexis de Carvalho, executivo de uma empresa contratada para fazer coleta de lixo na cidade.

Em nota, a prefeitura afirma que “a decisão foi tomada pelo prefeito com o objetivo de reforçar o compromisso com a lisura nos processos de fiscalização dos trabalhos de varrição”. A exoneração deve ocorrer na segunda (13).

Em entrevista à Folha, Alexis disse ter ficado surpreso com a decisão: “Recebi uma ligação do prefeito regional da Sé (Eduardo Odloak) comunicando a exoneração, e se disse tão surpreso quanto eu. Não recebi justificativa. Reafirmo que não havia conflito de interesses no meu trabalho. Jamais deixaria de fiscalizar uma empresa e jamais receberia propina. Os números do meu trabalho mostram que a fiscalização só aumentou, melhorando problemas da gestão anterior. Sei que o prefeito tem uma agenda cheia e é difícil, mas a ligação de um secretário seria interessante”, disse, segundo matéria publicada no site da Folha.

Publicidade