Clique e assine por apenas 6,90/mês

Nos EUA, Doria dá sinal positivo sobre candidatura presidencial

Em entrevista à Bloomberg, prefeito disse que aceitaria concorrer caso fosse escolhido pelo PSDB

Por Thaís Oliveira - Atualizado em 16 May 2017, 17h22 - Publicado em 16 May 2017, 17h15

Questionado sobre uma possível candidatura à presidência nesta terça (16), o prefeito João Doria (PSDB) afirmou que aceitaria, caso fosse escolhido pelo PSDB. “Respeitando a democracia, por que não?”, disse em Nova York ao site da Bloomberg, conglomerado especializado em finanças. É a primeira vez que o prefeito sinaliza positivamente sobre o assunto.

Doria foi descrito pela publicação como um “um político novato e popular que ganhou sua primeira eleição no ano passado”. Diz ainda que ele quis enfatizar “lealdade ao governador Geraldo Alckmin, seu mentor político”. O tucano está nos EUA para um encontro com o ex-prefeito e empresário Michael Bloomberg, dono da companhia.

Um dia antes, já na cidade americana, ele afirmou que não abandonaria o cargo para disputar uma nova eleição. “Quero deixar claro a vocês que eu não sou candidato a presidente da República, não sou candidato a governador. Sou candidato a ser um bom prefeito da cidade, para isso fui eleito”, explicou em evento promovido pela Fundação Getúlio Vargas para investidores.

Citado em delações investigadas pela Operação Lava Jato, Alckmin vem sinalizando intenções de concorrer ao Planalto em 2018. Foi veiculado na semana passada um comercial do PSDB,com a participação dele e de outros caciques tucanos, como o senador Aécio Neves (MG) e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Doria não foi citado no vídeo.

Continua após a publicidade

(Com informações de Estadão Conteúdo)

Publicidade