Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Criança morre em SP vítima de maus-tratos; cinco familiares são presos

Mãe, tios e avós foram detidos pela polícia e são suspeitos de torturar Victor da Cruz, de 3 anos

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 14 fev 2020, 15h46 - Publicado em 3 jan 2020, 18h18

Cinco pessoas de uma mesma família, dentre elas mãe, avós maternos e um casal de tios foram presas sob suspeita de espancamento e morte de uma criança na Zona Sul de São Paulo.

Segundo investigações da Polícia Civil, o menino Victor Adriano Pereira da Cruz de 3 anos foi levado ao Hospital Municipal de Parelheiros e morreu no dia 30 de dezembro. Os médicos do local suspeitaram que a criança estava sofrendo agressões e acionaram a polícia.

Segundo nota da Secretaria de Segurança Pública, os parentes foram indiciados por maus-tratos, lesão corporal e tortura. Três familiares, a tia e os avós maternos, foram presos em flagrante, e os outros dois, a mãe e o tio, em decorrência de um pedido de prisão preventiva.

Todavia, a Secretaria de Segurança Pública informou que a Polícia Civil “aguarda o resultado do laudo necroscópico para concluir o caso”. E também, em nota, diz que a polícia não tem registros anteriores relacionados a maus-tratos contra a criança.

O caso foi registrado no 101º Distrito Policial (DP), Jardim das Imbuías. Por enquanto as investigações continuam por lá.

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade