Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Covid-19: prefeitura de São Paulo recebe doações para programa social

Meta é atender à população que vive em extrema vulnerabilidade

Por Agência Brasil Atualizado em 8 abr 2020, 10h46 - Publicado em 8 abr 2020, 09h46

A prefeitura de São Paulo lançou nesta terça-feira (7) o programa Cidade Solidária, voltado para o auxílio de pessoas enquadradas no grupo prioritário do Estratégia de Saúde da Família (ESF). As famílias que pertencem a essa categoria se encontram em situação de extrema vulnerabilidade social, necessitando de proteção durante a pandemia do coronavírus (Covid-19).

Segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, Fernando Chucre, os beneficiários têm o seguinte perfil: idade igual ou superior a 60 anos e estado de saúde fragilizado, com doenças pré-existentes. Ele disse, ainda, que muitos deles são pessoas com deficiência ou que têm algum membro familiar com deficiência e que residem em ocupações.

Como será

Na primeira etapa do programa, a prefeitura coletará produtos para distribuir entre os beneficiários. Qualquer pessoa pode doar cestas de alimentos ou de produtos de higiene e limpeza, que estarão sendo recebidas em oito pontos da cidade, em esquema de drive-thru.

Assine a Vejinha por 14,90 mensais.

Para que todas as famílias sejam atendidas em suas necessidades, as cestas de alimentos e as cestas de higiene e limpeza deverão conter itens específicos, com produtos não perecíveis, como arroz, feijão e macarrão. Caso haja interesse em se fazer uma contribuição em grande quantidade de produtos listados, a orientação é para que se entre em contato com a coordenação do programa.

De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, diversas entidades já aderiram à mobilização, como a Fundação Tide Setubal, de luta pelo direitos das pessoas que vivem em periferias urbanas, o Instituto Alana, de defesa dos direitos das crianças, a Cruz Vermelha, a União dos Movimentos de Moradia, o banco Itaú e o movimento Todos pela Educação.

Além dessas entidades, outras estão sendo convidadas para participar da ação, que resulta de uma articulação entre as secretarias municipais de São Paulo.

Assine a Vejinha por 14,90 mensais.

Confira quais itens podem ser doados e os endereços onde devem ser entregues:

Cesta Básica de Alimentos

1) Leite em pó integral para bebida: dois pacotes de leite em pó instantâneo, 400 gramas cada

2) Arroz agulhinha: 5 kg

3) Feijão carioquinha: 1 kg

4) Farinha de mandioca: branca, 1,5 kg

5) Açúcar: refinado: 1 kg

6) Óleo de soja: 900 ml

7) Sal: 1 kg

8) Macarrão: 1 pacote de tipo espaguete

9) Polpa ou purê de tomate: 1 embalagem em caixa

10) Sardinha em óleo comestível: 2 latas

Cestas de higiene

Sabonete

Continua após a publicidade

Escova dental

Creme dental

Absorvente higiênico

Papel higiênico

Cesta de limpeza

Água sanitária

Detergente em pó

Desinfetante

Esponja multiuso

Onde doar

1) Biblioteca Mário de Andrade (Rua da Consolação, 94 – República)

2) Centro Cultural São Paulo (Viaduto Beneficência Portuguesa – Paraíso Acesso de veículos ao Centro Cultural São Paulo)

3) Teatro Arthur Azevedo (Avenida Paes de Barros, 955 – Mooca)

4) Centro Cultural da Diversidade (Rua Lopes Neto, 206 – Itaim Bibi)

5) Tendal da Lapa (Rua Constança, 72 – Lapa)

Assine a Vejinha por 14,90 mensais.

6) Casa de Cultura Vila Guilherme (Praça Oscár da Silva, 110 – Vila Guilherme)

7) Casa de Cultura do Butantã (Avenida Junta Mizumoto, 13 – Jardim Peri)

8) Centro Cultural Santo Amaro (Avenida João Dias, 822 – Santo Amaro)

Horário de funcionamento dos pontos de coleta do drive-thru: das 10h às 17h.

O programa também está aceitando doações de qualquer valor em dinheiro. As informações bancárias para transferência ou depósito são: Banco do Brasil, agência 1897-X, C/C 2020-6 – PMSP/SMDU-Cidade Solidária, CNPJ: 46.395.000/0001-39.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade