Clique e assine por apenas 5,90/mês

Companhias aéreas oferecem reembolso em voos de SP após fortes chuvas

Passageiros com viagens para esta segunda (10) com destino ou origem em Congonhas ou Guarulhos terão a possibilidade de remarcar bilhetes

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 10 fev 2020, 14h36 - Publicado em 10 fev 2020, 14h29

Passageiros com voos marcados nesta segunda-feira (10) nos aeroportos Congonhas e Guarulhos poderão remarcar suas viagens sem custo adicional, como informaram as companhias aéreas Latam, Azul e Gol.

A decisão foi tomada após as fortes chuvas que começaram nesta madrugada e o registro de pontos de alagamento em diversas regiões da capital. Os aeroportos, no entanto, seguem abertos, porém com atrasos e cancelamentos nos voos.

Azul

Onze voos da companhia Azul que tinham como origem ou destino os aeroportos de Congonhas e Guarulhos tiveram que ser cancelados até o fechamento desta matéria. De acordo com a empresa, os passageiros poderão optar por remarcar seus voos para mais tarde nesta segunda ou nesta terça sem custo. Também será possível solicitar o reembolso integral do bilhete.

“A Azul lamenta os aborrecimentos causados e reforça que medidas como essas são necessárias para conferir a segurança de suas operações”, diz a companhia em nota.

Gol

De acordo com a empresa, dez voos da companhia foram cancelados até agora. Tinham como origem ou destino os aeroporto de Congonhas e Guarulhos.

Continua após a publicidade

Em nota, a companhia aérea afirma que está remarcando sem custo as passagens. “A Gol informa que está prestando total assistência aos Clientes, remarcando, inclusive, sem custo os bilhetes daqueles impactados pelo problema.”

Para remarcar as passagens, os clientes podem entrar em contato pelo site ou pelo número 0300 115 2121.

Latam

Os passageiros com voos cancelados ou reprogramados poderão alterar a data do voo sem cobrança de multa e diferença tarifária para nova data dentro da vigência do bilhete. Será possível também alterar a origem ou o destino, sujeito a diferença tarifária ou solicitar o reembolso sem cobrança de multa.

Os que não tiveram voos cancelados ou reprogramados poderão alterar o voo até 15 dias após a data do voo original sem diferença tarifária ou multa. É possível também mudar a origem ou destino do voo (sujeito a diferença tarifária) ou pedirem reembolso do bilhete sem cobrança de multa.

“A LATAM segue avaliando a evolução da situação na cidade de São Paulo e recomenda que os clientes se programem para chegar mais cedo aos aeroportos. A companhia recomenda chegada com antecedência de 2 horas no caso de voos domésticos e de 4 horas para voos internacionais”, diz em nota.

Para consultar o status dos voos, acesse o site da Latam. Os clientes que optarem pela alteração de seus voos podem efetuá-la por meio deste link, pela Central de Vendas e Serviços (4002-5700 nas capitais ou 0300-570- 5700 nas demais localidades do Brasil) ou em uma loja da companhia.

Continua após a publicidade
Publicidade