Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Comerciantes lotam ruas do Brás, no Centro, nesta quinta-feira (2)

Comércio informal funcionou fora do horário permitido, com varal de luzes improvisado

Por Redação VEJA São Paulo 2 jul 2020, 11h15

Clientes se aglomeraram para comprar roupas vendidas pelo comércio informal instalado nas vias e calçadas das ruas do Brás, no Centro de São Paulo, na madrugada desta quinta-feira (2).

Na Rua Tiers, uma das principais da região, as barracas tinham iluminação improvisada com uma espécie de “varal de luz” que ajudava na visualização dos produtos.

O movimento da região ficou mais intenso após a Prefeitura de São Paulo autorizar a reabertura dos comércios de rua e shoppings na cidade desde o dia 11 de junho. A medida estabelece que o comércio de rua pode funcionar apenas quatro horas por dia, das 11h às 15h.

Atualmente, a cidade está na fase amarela do Plano São Paulo, que prevê, também, a liberação de bares, restaurantes e salões de beleza. Porém, de acordo com a recomendação do comitê estadual de Saúde, a liberação só deve ocorrer a partir do dia 6 de julho.

+ OUÇA O PODCAST #SPSONHA

Continua após a publicidade

Publicidade