Clique e assine por apenas 6,90/mês

Clube da Colômbia pode ceder o título da Sul-Americana à Chapecoense

O Atlético Nacional informou à imprensa local da Colômbia que deve formalizar decisão em breve

Por Veja São Paulo - Atualizado em 1 Jun 2017, 15h49 - Publicado em 29 Nov 2016, 13h33

O clube que disputaria a final da Sul-Americana contra a Chapecoense na próxima quarta-feira (30), Atlético Nacional, pode ceder o título da competição ao time da cidade de Chapecó, Santa Catarina, após o acidente aéreo que vitimou grande parte dos atletas e comissão técnica do time ocorrido entre a última segunda-feira (28) e esta terça-feira (29). O zagueiro Gilberto García falou ao portal colombiano Win Sports sobre o desejo de entregar a taça ao clube catarinense. A pedido deve ser encaminhado à Conmebol.

“Queremos declarar esse time campeão e voltar os olhos para o futuro. É nossa iniciativa e do mundo do futebol, esperamos que a Conmebol tome essa decisão.”, disse. Mais de 70 pessoas morreram no acidente e seis pessoas foram socorridas com vida, entre elas, quatro jogadores do time.

Na página oficial do Facebook do time que seria rival da Chapecoense, foram postadas algumas mensagens de solidariedade. “Manifestamos as nossas mais sinceras condolências para o clube Chapecoense”, dizia uma das mensagens. O clube também trocou a foto de capa da página e deixou uma em homenagem ao time brasileiro com as palavras “Estamos com Chapecoense”.

+ Encontrado horas após acidente, Neto tem corte grande na cabeça

Página Atlético Nacional
Página Atlético Nacional

A Conmebol, que organiza o campeonato internacional de times da América do Sul, publicou em seu site oficial um comunicado prestando condolências às famílias das vítimas. “A família Conmebol lamenta profundamente o que aconteceu”, dizia a nota. “Todas as atividades da Confederação são suspensas até novo aviso”.

A disputa da copa Sul-Americana seria a primeira final internacional do time, que estava na séria A do Campeonato Brasileiro desde 2014.

A cidade de Chapecó decretou luto de 30 dias. Todas as festas de fim de ano foram canceladas.

Publicidade