Clique e assine por apenas 5,90/mês

Club Athletico Paulistano coloca ginásio à disposição do governo

As instalações da instituição também foram usadas durante o combate à Gripe Espanhola, em 1918

Por Mônica Santos - 21 mar 2020, 10h16

Em carta direcionada ao governador João Doria, o Club Athletico Paulistano disponibilizou seu Ginásio Antonio Prado Júnior, localizado na Rua Colômbia, no Jardim Paulista, para vacinação ou atendimento à população. “Manifestamos nossa solidariedade neste momento crítico que nosso Estado atravessa devido à pandemia do Covid-19”, diz a carta assinada pelo presidente do clube, Paulo Cezar Mario Movizzo, e outros dois membros da diretoria.

A instituição, que em 2020 completa 120 anos, teve atitude semelhante em 1918, quando cedeu suas instalações para o combate à Gripe Espanhola.

O vírus chegou à capital no dia 13 de outubro de 1918, quando se registrou o primeiro caso, atendido no Hospital de Isolamento – atual Emílio Ribas. Com o aumento do número de doentes, no mesmo ano um novo centro foi criado na Hospedaria dos Imigrantes, no Brás, o atual Museu do Imigrante.

Emilio Ribas 2193
Enfermaria montada no Club Athletico Paulistano, em 1918 Reprodução/Veja SP

A epidemia, porém, não dava trégua, e houve a necessidade de criação de quarenta centros médicos provisórios em espaços cedidos por terceiros — entre eles, o Club Atlético Paulistano, que transformou salões em enfermaria. Naquela época, em apenas três meses, mais de 8.000 pacientes morreram em decorrência do vírus influenza na capital.

Continua após a publicidade
Publicidade