Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Chapecoense ganha 13 000 novos sócios-torcedores

Clube catarinense tinha 9 000 pagantes antes da tragédia que matou 18 jogadores

Por Veja São Paulo Atualizado em 5 dez 2016, 19h46 - Publicado em 30 nov 2016, 18h05

Muitos torcedores se solidarizaram com o Chapecoense depois da tragédia com o avião que levava a delegação do clube para Medellín, na Colômbia. De acordo com Ivan Tozzo, presidente em exercício do clube, o clube ganhou 13 000 novos sócios de fora da cidade desde então. 

+ Medellín organiza mutirão para receber parentes de vítimas

“Nem nós sabíamos da grandeza do clube. Em 2005 o nosso clube era para fechar, cheio de dívidas. E conseguimos chegar a esse nível. Recebi telefonemas de clubes querendo vir para Chapecó para saber o que fizemos”, disse em entrevista coletiva nesta quarta (30). Começou nas redes sociais uma movimentação que sugeria a compra de títulos de sócio-torcedor. Antes disso, o clube tinha 9 000 pagantes.

O acidente fez 71 vítimas, entre os quais 18 jogadores da ‘Chape’. Após a tragédia, clubes divulgaram uma nota assinada por dirigentes que prometia emprestar jogadores para que o time jogue o Brasileirão em 2017. Segundo eles, o objetivo é ajudar a reconstruir time catarinense  e “parte do futebol brasileiro que fora perdida hoje”. 

Continua após a publicidade
Publicidade